Achieve Mastery of Medical Concepts

Study for medical school and boards with Lecturio

Sistema Cerebrovascular

A irrigação sanguínea do cérebro pode ser dividida em circulação anterior e posterior, que se interliga para formar o círculo de Willis. A circulação anterior deriva das artérias carótidas internas e consiste principalmente nas artérias cerebrais anterior e média. A circulação posterior deriva das artérias vertebrais e consiste principalmente nas artérias cerebelar e cerebral posterior. A drenagem venosa primária do cérebro ocorre através da veia jugular interna.

Última atualização: May 2, 2022

Responsibilidade editorial: Stanley Oiseth, Lindsay Jones, Evelin Maza

Irrigação Arterial

Origem arterial

A irrigação arterial do cérebro deriva de 2 sistemas arteriais:

  • Artérias carótidas internas (circulação anterior):
    • Bifurcam-se da artéria carótida comum ao nível de C4
    • Continua no cérebro e torna-se a artéria cerebral média
    • A artéria cerebral anterior ramifica-se da artéria carótida interna
  • Sistema vertebrobasilar (circulação posterior):
    • As artérias vertebrais originam-se das artérias subclávias.
    • As artérias vertebrais unem-se para formar a artéria basilar.
    • A artéria basilar bifurca-se para dar origem às artérias cerebrais posteriores.
    • As artérias cerebelares originam-se das artérias vertebral e basilar.
2 fontes de suprimento de sangue para o cérebro

O suprimento sanguíneo do cérebro é derivado de duas fontes – as artérias carótidas internas e o sistema vertebrobasilar.

Imagem por Lecturio.

Irrigação sanguínea cerebral

  • Artéria cerebral anterior:
    • Origem: ramo terminal menor da artéria carótida interna
    • Trajeto: ocupa a fissura longitudinal e segue posteriormente, acabando por anastomosar com as artérias cerebrais posteriores
    • Divisões: distribui numerosos ramos centrais anteromediais
    • Irriga:
      • Lobos frontal medial e parietal
      • Ramo anterior da cápsula interna
      • A maior parte do corpo caloso
  • Artéria cerebral média:
    • Origem: ramo terminal maior da artéria carótida interna
    • Curso: atravessa a fissura lateral e a ínsula posterossuperiormente
    • Divisões: ramos corticais e centrais
    • Irriga:
      • Lobos frontais e parietais laterais
      • Porção dos lobos temporais
      • Joelho e ramo posterior da cápsula interna
      • A maioria dos gânglios da base
  • Artéria cerebral posterior:
    • Origem: surge como ramo terminal das artérias basilares
    • Curso:
      • Viaja paralelamente à artéria cerebelar superior
      • Recebe a artéria comunicante posterior à medida que corre lateralmente
    • Inerva:
      • Lobo occipital
      • Lobos temporais posteromediais
      • Mesencéfalo

Irrigação sanguínea cerebelar

O cerebelo é suprido por ramos das artérias vertebral e basilar.

  • Artéria cerebelar superior:
    • Origem: face distal da artéria basilar
    • Irriga:
      • Cerebelo superior
      • Corpo pineal
  • Artéria cerebelar anterior inferior:
    • Origem: face proximal da artéria basilar
    • Irriga:
      • Superfície anteroinferior do cerebelo
      • Aspeto inferolateral da ponte
  • Artéria cerebelar inferior posterior:
    • Origem: artéria vertebral
    • Irriga:
      • Superfície inferior posterior do cerebelo
      • Plexo coroide do 4º ventrículo

Círculo de Willis

O círculo de Willis é uma rede interconectada de artérias dentro do cérebro. O círculo de Willis representa as vias colaterais do sangue arterial e possui muitas variantes anatómicas. O círculo é formado por anastomoses entre os sistemas arteriais anterior e posterior, que fornecem sangue ao cérebro. Esta dualidade representa uma rede de segurança no caso de um dos sistemas falhar por oclusão, trauma ou processo neoplásico. Os vasos que compõem o círculo de Willis incluem:

  • Componentes da circulação anterior:
    • Artérias carótidas internas esquerda e direita
    • Segmentos horizontais das artérias cerebrais anteriores esquerda e direita
    • Artéria comunicante anterior única
  • Circulação posterior:
    • Artérias comunicantes posteriores esquerda e direita
    • Segmentos horizontais das artérias cerebrais posteriores esquerda e direita, que se originam da artéria basilar única

Drenagem Venosa

A drenagem venosa do cérebro ocorre através das veias cerebrais, que por fim drenam para o seio reto, seio transverso e, finalmente, o seio sagital antes de atingir a veia jugular interna e viajar de volta ao coração.

  • A drenagem venosa do cérebro ocorre através dos sistemas venosos superficiais e profundos:
    • Os 2 sistemas são conectados por anastomoses, drenam pelos seios venosos durais e, por fim, pela veia jugular interna.
    • Ao contrário de todas as outras veias do corpo, as veias cerebrais não possuem válvulas.
  • Sistema venoso superficial:
    • Composto por veias corticais
    • Drena o córtex cerebral
  • Sistema venoso profundo:
    • Divisões:
      • Veias cerebrais profundas
      • Seio reto
      • Seio transverso
      • Seios sagitais
    • Drena as estruturas cerebrais profundas
  • Seios venosos durais:
    • Drenam o sangue das veias cerebrais, órbitas e crânio
    • Drenam nas veias jugulares internas

Relevância Clínica

  • Aneurismas intracranianos: Um aneurisma cerebral ou intracraniano é uma dilatação anormal de uma área localizada da parede de uma artéria no SNC. Estes aneurismas ocorrem mais frequentemente nas bifurcações das principais artérias do cérebro, geralmente ao redor do círculo de Willis. Estas podem comprimir estruturas adjacentes ou sofrer rutura e causar um acidente vascular cerebral hemorrágico.
  • Dissecções arteriais: As artérias vertebrais e carótidas são componentes vitais do suprimento sanguíneo para o cérebro. As dissecções arteriais ocorrem quando a integridade da estrutura da parede arterial falha, geralmente de forma abrupta, resultando na formação de hematoma intramural e de um falso lúmen entre a túnica média e as camadas adventícias. Este processo pode resultar em aneurisma, estenose ou oclusão. A apresentação é tipicamente com cefaleia unilateral ou dor no pescoço e/ou sintomas semelhantes a um acidente vascular cerebral.
  • Síndrome do roubo da subclávia: ocorre na estenose/oclusão da artéria subclávia, proximal à origem da artéria vertebral o que leva a uma reversão do fluxo sanguíneo na artéria vertebral ipsilateral, continuando a perfundir o braço ipsilateral. A causa mais comum da síndrome do roubo da subclávia é a aterosclerose. Os sintomas são raros, mas quando ocorrem, são geralmente desencadeados por esforço físico do braço e subsequente hipoperfusão do braço ou do cérebro.
  • AVC: Os 2 tipos de AVC são os isquémicos e os hemorrágicos. Os fatores de risco incluem hipertensão, angiopatia amiloide cerebral, doenças neoplásicas e aneurismas cerebrais. As hemorragias podem ser diagnosticadas com TC ou RMN cerebral, e o tratamento procura a reperfusão da área isquémica ou a interrupção da hemorragia cerebral.

Referências

  1. Barshes, N. R. (2019). Overview of upper extremity peripheral artery disease. UpToDate. Retrieved February 15, 2021, from https://www.uptodate.com/contents/overview-of-upper-extremity-peripheral-artery-disease
  2. Spittell, P. C. (2019). Subclavian steal syndrome. UpToDate. Retrieved February 15, 2021, from https://www.uptodate.com/contents/subclavian-steal-syndrome
  3. Edwardson, M. A. (2021). Overview of ischemic stroke prognosis in adults. UpToDate. Retrieved August 5, 2021, from https://www.uptodate.com/contents/overview-of-ischemic-stroke-prognosis-in-adults
  4. Oliveira-Filho, J., Mullen, M. T. (2021). Initial assessment and management of acute stroke. UpToDate. Retrieved August 1, 2021, from https://www.uptodate.com/contents/initial-assessment-and-management-of-acute-stroke

USMLE™ is a joint program of the Federation of State Medical Boards (FSMB®) and National Board of Medical Examiners (NBME®). MCAT is a registered trademark of the Association of American Medical Colleges (AAMC). NCLEX®, NCLEX-RN®, and NCLEX-PN® are registered trademarks of the National Council of State Boards of Nursing, Inc (NCSBN®). None of the trademark holders are endorsed by nor affiliated with Lecturio.

Aprende mais com a Lecturio:

Complementa o teu estudo da faculdade com o companheiro de estudo tudo-em-um da Lecturio, através de métodos de ensino baseados em evidência.

Estuda onde quiseres

A Lecturio Medical complementa o teu estudo através de métodos de ensino baseados em evidência, vídeos de palestras, perguntas e muito mais – tudo combinado num só lugar e fácil de usar.

User Reviews

¡Hola!

Esta página está disponible en Español.

Details