Achieve Mastery of Medical Concepts

Study for medical school and boards with Lecturio

Moraxela

Moraxella é um género de diplococos gram-negativos, sendo M. catarrhalis a espécie clinicamente mais relevante. A espécie M. catarrhalis faz parte da flora normal do trato respiratório superior, mas pode causar infeção em indivíduos suscetíveis. A infeção é transmitida por gotículas respiratórias e pode levar a exacerbações da doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC) em adultos e otite média em crianças. As espécies de Moraxella são positivas para catalase e oxidase, permitindo-lhes resistir a danos de espécies reativas de oxigénio no ambiente altamente oxigenado do trato respiratório.

Última atualização: Apr 4, 2022

Responsibilidade editorial: Stanley Oiseth, Lindsay Jones, Evelin Maza

Classificação

Fluxograma de classificação de bactérias gram negativas

Bactérias gram-negativas:
A maioria das bactérias pode ser classificada de acordo com um procedimento de laboratório chamado coloração de Gram.
As paredes celulares bacterianas com uma camada fina de peptidoglicanos não retêm a coloração cristal violeta utilizada na técnica coloração de Gram. No entanto, as bactérias gram-negativas retêm a coloração de contraste de safranina e aparecem com cor vermelho-rosado. Estas bactérias podem ainda ser classificadas de acordo com a sua morfologia (diplococos, bastonetes curvos, bacilos e cocobacilos) e capacidade de crescerem na presença de oxigénio (aeróbios versus anaeróbios). As bactérias Gram-negativas podem ser identificadas com precisão através de culturas em meios específicos (Agar Tríplice Açúcar Ferro (TSI)), com a identificação das enzimas (urease, oxidase) e determinação da capacidade de fermentar a lactose.
* Cora pouco com coloração de Gram
** Bastonete pleomórfico/cocobacilos
*** Requer meios de transporte especiais

Imagem por Lecturio.

Características

Especificidades:

  • Coloração: Gram-negativo
  • Morfologia: diplococos
  • Imóvel
  • Crescimento e cultura:
    • Microaerofílico
    • Oxidase-positivo, catalase-positivo
  • Assacarolítico (não fermenta hidratos de carbono)

M. catarrhalis e M. lacunata são as espécies clinicamente mais relevantes dentro deste género.

Moraxella catarrhalis

Moraxella catarrhalis (formação de diplococos)

Imagem: “Moraxella Catarrhalis” por CDC/Dr. WA Clark. Licença: Domínio Público

Patogénese

Transmissão

  • Os seres humanos são o reservatório primário.
  • M. catarrhalis propaga-se de pessoa para pessoa através de gotículas respiratórias.
  • Colonização nasofaríngea:
    • Comum na infância, mas diminui com a idade
    • As bactérias podem migrar para o ouvido médio da nasofaringe através da trompa de Eustáquio.
    • ↑ Taxa de colonização observada com aumento da vacinação pneumocócica (que se acredita causar mudanças no microbioma respiratório).

Características patogénicas

  • Agente patogénico oportunista:
    • A infeção ocorre no contexto de um sistema imune enfraquecido ou devido a uma doença respiratória existente (doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC)).
    • O “stress” bacteriano (isto é, resposta ao choque frio) causa a expressão de mecanismos patogénicos dentro de M. catarrhalis.
  • Mecanismos patogénicos:
    • As adesinas permitem que as bactérias se liguem à mucosa.
    • Inibe a sinalização do recetor toll-like 2 (responsável pelo reconhecimento de substâncias estranhas), permitindo a evasão do sistema imune
    • Agrega e cria um biofilme, dificultando o acesso dos antibióticos às bactérias

Doenças Associadas

M. catarrhalis

  • Traqueobronquite e pneumonia:
    • Observadas em indivíduos suscetíveis, manifestando-se frequentemente como exacerbações agudas da DPOC
    • M. catarrhalis causa 10%–20% das exacerbações de DPOC.
  • Otite média: M. catarrhalis é responsável por 15%–20% dos casos de otite média em crianças.
  • Causa incomum de sinusite bacteriana aguda

M. lacunata

M. lacunata é uma causa comum de blefaroconjuntivite angular crónica em humanos.

Diagnóstico

  • As características clínicas das doenças são muitas vezes suficientes para chegar ao diagnóstico.
  • Os estudos microbiológicos são frequentemente reservados para condições graves recorrentes ou em casos de falência terapêutica.
  • Outros exames são determinados pela apresentação clínica (radiografia do tórax se suspeita de pneumonia).

Tratamento

  • Moraxela: > 90% produzem β-lactamase e, portanto, são resistentes à penicilina, ampicilina e amoxicilina.
  • Suscetível a amoxicilina-ácido clavulânico, macrólidos, cefalosporinas de largo espectro, tetraciclinas, fluoroquinolonas
Moraxella catarrhalis adquirida na comunidade

Pneumonia secundária a Moraxella catarrhalis:
A radiografia do tórax mostra um infiltrado no lobo inferior esquerdo secundário a Moraxella catarrhalis, um diplococo gram-negativo, agente etiológico de infeções pulmonares em pacientes imunodeprimidos e naqueles com doença pulmonar obstrutiva crónica (DPOC).

Imagem : “Chest X-ray on admission” por Hospital Universitario Central de Asturias (HUCA), Instituto Nacional de Silicosis (INS), Área del Pulmón, Facultad de Medicina, Universidad de Oviedo, 33005 Oviedo, Spain. Licença: CC BY 4.0

Referências

  1. Aebi, C. (2011). Moraxella catarrhalis—pathogen or commensal? Adv Exp Med Biol 697:107–116.
  2. Goldstein, E. J. C., Murphy T. F. (2009). Moraxella catarrhalis: a human respiratory tract pathogen. Clin Infect Dis 000:000–000. https://academic.oup.com/cid/article/49/1/124/371116
  3. Heiniger, N., Troller, R., Meier, P.Ss, Aebi, C. (2005). Cold shock response of the UspA1 outer membrane adhesin of Moraxella catarrhalis. Infect Immun 000:000–000. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/16299321/
  4. Murphy, T. F., File, T. M. (2019). Moraxella catarrhalis infections. UpToDate. Retrieved 23 April 2021, from https://www.uptodate.com/contents/moraxella-catarrhalis-infections
  5. Pelton, S., Tahtinen, P., Kaplan, S.L., Isaacson, G.C. (2020). Acute otitis media in children: dpidemiology, microbiology, and complications. UpToDate. Retrieved 23 April 2021, from https://www.uptodate.com/contents/acute-otitis-media-in-children-epidemiology-microbiology-and-complications

USMLE™ is a joint program of the Federation of State Medical Boards (FSMB®) and National Board of Medical Examiners (NBME®). MCAT is a registered trademark of the Association of American Medical Colleges (AAMC). NCLEX®, NCLEX-RN®, and NCLEX-PN® are registered trademarks of the National Council of State Boards of Nursing, Inc (NCSBN®). None of the trademark holders are endorsed by nor affiliated with Lecturio.

Aprende mais com a Lecturio:

Complementa o teu estudo da faculdade com o companheiro de estudo tudo-em-um da Lecturio, através de métodos de ensino baseados em evidência.

Estuda onde quiseres

A Lecturio Medical complementa o teu estudo através de métodos de ensino baseados em evidência, vídeos de palestras, perguntas e muito mais – tudo combinado num só lugar e fácil de usar.

User Reviews

¡Hola!

Esta página está disponible en Español.

Details