Tronco Cerebral: Anatomia

O tronco cerebral é uma estrutura semelhante a um pedúnculo que conecta o cérebro à medula espinhal e consiste no mesencéfalo, ponte e bolbo. O tronco cerebral contém muitos nervos, vias, centros reflexos e núcleos e serve como uma importante estação de retransmissão para informações sensitivas, motoras e autonómicas. Todos os nervos cranianos, exceto o I e o II, têm origem no tronco cerebral. Este também desempenha um papel crítico no controlo da função cardiovascular e respiratória, da consciência e do ciclo sono-vigília.

Última atualização: 2 May, 2022

Responsibilidade editorial: Stanley Oiseth, Lindsay Jones, Evelin Maza

Características Gerais

O tronco cerebral está localizado na fossa craniana posterior, na face dorsal do clivus. Em doentes saudáveis deve existir espaço com LCR entre o clivus e o tronco encefálico, e o 4º ventrículo é posterior ao tronco encefálico entre o mesmo e o cerebelo. O mesencéfalo é o mais superior, seguido pela ponte e o bolbo, que é mais inferior.

Divisões (de rostral a caudal)

  • Mesencéfalo
  • Ponte
  • Bolbo
The brainstem

Localização do tronco cerebral:
Observar a ordem estrutural ascendente da medula na base, até à ponte no centro, terminando com o mesencéfalo na porção mais rostral do tronco encefálico.

Imagem: “The Brainstem” por Blausen.com staff (2014). Licença: CC BY 3.0

Mesencéfalo

  • Conecta-se ao diencéfalo acima e à ponte em abaixo
  • Dividido em tegmento ventral e teto dorsal
  • Contém muitas estruturas vitais:
    • Núcleos dos nervos cranianos (NCs) III e IV
    • Formação reticular
    • Estruturas extrapiramidais
    • Aqueduto cerebral
  • Suprimento sanguíneo: ramos da artéria cerebral posterior (ACP)

Ponte

  • Conecta o mesencéfalo acima ao bolbo em abaixo
  • Nervos cranianos: local dos núcleos dos NCs V, VI, VII e VIII
  • Suprimento sanguíneo: ramos da artéria basilar e artéria cerebelar anterior inferior

Bolbo

  • Conecta o tronco cerebral à medula espinhal, sendo que a transição ocorre ao nível do buraco magno
  • 3 centros vitais localizados na medula:
    • Centro cardíaco
    • Centro de ritmicidade medular
    • Centro vasomotor
  • Nervos cranianos: local dos núcleos dos NCs IX, X, XI e XII
  • Suprimento sanguíneo: ramos da artéria espinhal anterior, artéria vertebral e artéria cerebelar inferior posterior

Estrutura interna do tronco cerebral

3 lâminas:

  • Tectum:
    • Consiste na placa quadrigeminal e véu medular
    • Responsável pelos reflexos auditivos e visuais
  • Tegmento:
    • Camada média
    • Local com a organização somatotópica dos núcleos dos nervos cranianos
  • Base:
    • Parte mais anterior
    • Rota das vias motoras

Origens dos nervos cranianos

  • Mesencéfalo:
    • Oculomotor (III)
    • Troclear (IV)
  • Ponte:
    • Trigémeo (V)
    • Abducente (VI)
    • Facial (VII)
    • Vestibulococlear (VIII)
  • Bolbo:
    • Glossofaríngeo (IX)
    • Vago (X)
    • Acessório espinhal (XI)
    • Hipoglosso (XII)
Divisão dos nervos cranianos que surgem no tronco cerebral

Divisão dos nervos cranianos que surgem no tronco cerebral:
Nervos cranianos (NCs) III–IV no mesencéfalo, V–VIII na ponte e IX–XII no bolbo

Imagem por Lecturio.

Mesencéfalo

Descrição Geral

  • Conecta o diencéfalo à ponte
  • Origem de 2 nervos cranianos
    • III (oculomotor)
    • IV (troclear)
Principais estruturas do mesencéfalo

Estruturas-chave do mesencéfalo, incluindo o colículo superior, núcleo rubro, crus cerebri, substância negra, núcleo e nervo do III nervo craniano (NC), bem como o aqueduto cerebral

Imagem por Lecturio.

Organização interna

  • Crus cerebri:
    • Via principal de eferentes motores com origem no córtex
    • Porção anterior do pedúnculo cerebral
  • Substância negra:
    • Membro dos gânglios da base
    • Transporta fibras dopaminérgicas para os gânglios da base
    • Envolvida na regulação do movimento
    • Local de produção de dopamina
  • Tegmento mesencefálico:
    • Núcleo rubro
    • Núcleo oculomotor
    • Núcleo troclear
    • Fascículo longitudinal medial
  • Tectum:
    • Colículo inferior
    • Colículo superior
    • Núcleo pré-tectal
Corte transversal do mesencéfalo

Secção transversal do mesencéfalo no nível do colículo superior

Imagem: “An anatomical illustration from the 1908 edition of Sobotta’s Anatomy Atlas” por Dr. Johannes Sobotta.  Licença: Domínio Público

Características adicionais

  • Aquedutos cerebrais
  • Substância cinzenta periaquedutal

Suprimento arterial do mesencéfalo

  • Vários ramos da artéria cerebral posterior
  • Artérias talamoperfurantes
  • Artéria coroide posterior medial
Suprimento arterial do mesencéfalo

Suprimento arterial do mesencéfalo:
Observar a artéria colicular a vermelho, as artérias talamoperfurantes a verde e a artéria coroide posterior medial a azul. Todos estes vasos são ramos da artéria cerebral posterior.

Imagem por Lecturio.

Vídeos recomendados

Ponte

Descrição Geral

  • Conecta o mesencéfalo acima ao bolbo em abaixo
  • Origem dos 4 nervos cranianos:
    • V (trigémeo)
    • VI (abducente)
    • VII (facial)
    • VIII (vestibulococlear)
Nervos cranianos em todo o tronco cerebral

Nervos cranianos em todo o tronco cerebral:
Observar os 4 nervos cranianos que vêm da ponte: nervos cranianos (NCs) V, VI, VII e VIII. Todos os referidos emergem do tegmento pontino.

Imagem por Lecturio.

Organização interna

  • Ponte basilar: fibras motoras corticopontinas, corticoespinhais e corticobulbares em trajeto descendente via crus cerebri
  • Tegmento pontino: local de todos os núcleos dos nervos cranianos associados à ponte

Suprimento arterial

  • O suprimento sanguíneo para a ponte é derivado principalmente de ramos da artéria basilar.
  • Obtém suprimento adicional de ramos da artéria cerebelar antero-inferior.
Suprimento arterial da ponte

Suprimento arterial da ponte:
Os ramos circunferenciais curtos da artéria basilar estão a vermelho, os ramos circunferenciais longos da artéria basilar, bem como os ramos da artéria cerebelar superior, estão a azul e os ramos paramedianos da artéria basilar estão a verde.

Imagem: “Coronal section of the pons, at its upper part” por Henry Vandyke Carter. Licença: Public Domain, editado por Lecturio.

Localização anatómica

  • Anterior: cisterna pré-pontina (nervos cranianos (NCs) V e VI)
  • Posterior: 4º ventrículo
  • Lateral: ângulo pontocerebelar (NCs VII e VIII)
  • Superior: contínua com o mesencéfalo
  • Inferior: contínua com o bolbo

Mnemónica: pons rule of 4 (regra pontina dos 4)

  • Origem de 4 dos nervos cranianos:
    • V (trigémeo)
    • VI (abducente)
    • VII (facial)
    • VIII (vestibulococlear)
  • 4 estruturas mediais com “M”:
    • Motor pathway (corticospinal tract) (Via motora (trato corticoespinhal))
    • Motor nucleus (abducens) (Núcleo motor (abducente))
    • Medial lemniscus (somatosensory fibers) (Lemnisco medial (fibras somatossensoriais))
    • Medial longitudinal fasciculus (coordinating CNs III, VI, and VIII functions with the spinal cord) (Fascículo longitudinal medial (coordena as funções dos NCs III, VI e VIII com a medula espinhal))
  • 4 estruturas laterais com “S”:
    • Sensory nuclei (trigeminal) (Núcleos sensoriais (trigémeo))
    • Spinothalamic tract (pain and temperature) (Trato espinotalâmico (dor e temperatura))
    • Spinocerebellar pathway (unconscious proprioception)  (Via espinocerebelar (proprioceção inconsciente))
    • Sympathetic pathway (Via simpática)

Bolbo

Descrição Geral

  • Estende-se da 1ª parte dos nervos espinhais cervicais (no buraco magno) → borda inferior da ponte
  • Origem dos nervos cranianos inferiores:
    • IX (glossofaríngeo)
    • X (vago)
    • XI (acessório)
    • XII (hipoglosso)
  • 3 centros vitais na medula:
    • Centro cardíaco: define a taxa de contrações cardíacas
    • Centro de ritmicidade medular: sincroniza com os centros respiratórios pontinos para regular o ritmo da respiração
    • Centro vasomotor: controla o tónus vascular

Organização interna

  • Trato corticoespinhal:
    • Via motora que começa no córtex motor → neurónios motores inferiores na medula espinhal
    • Controla os movimentos motores dos membros e do tronco
  • Núcleo sensitivo do nervo trigémeo:
    • Transporta a sensação de dor e temperatura através das fibras nervosas Aδ e C a partir da face ipsilateral
    • Projeta-se para o núcleo posteromedial ventral (VPM, pela sigla em inglês) do tálamo
  • Núcleos da coluna dorsal:
    • Transporta a sensação de pressão, vibração, toque fino e proprioceção do corpo ipsilateral
    • Fibras somatossensoriais Aɑ e Aß dos núcleos grácil e cuneiforme do corpo ipsilateral
    • Decussa na medula e continua contralateralmente como lemnisco medial
    • Projeta-se para o núcleo posterolateral ventral (VPL, pela sigla em inglês) do tálamo
  • Trato espinotalâmico:
    • Trasporta a dor, temperatura e toque grosseiro via fibras nervosas Aδ e C do corpo contralateral
    • Projeta-se para VPL do tálamo
  • Núcleo olivar inferior:
    • Principal fonte de informação aferente para o cerebelo
    • Envolvido no controlo motor
  • Núcleo solitário: informações gustativas
  • Núcleo ambíguo: associado à fala e deglutição

Suprimento arterial

  • Lateral: artéria cerebelar inferior posterior (PICA, pela sigla em inglês)
  • Medial: artéria espinhal anterior/artéria vertebral (ASA/VA)
Suprimento arterial da medula oblonga

Suprimento arterial do bolbo:
A porção mais medial, ilustrada a vermelho, é suprida pela artéria espinhal anterior. A seguir, a azul, está o suprimento pela artéria vertebral. Finalmente, mais lateralmente, a medula é suprida pela artéria cerebelar inferior posterior (PICA, pela sigla em inglês), indicada a verde.

Imagem: “Traverse section of the medulla oblongata at about the middle of the olive” por Henry Vandyke Carter. Licença: Public Domain, editado por Lecturio.

Formação Reticular do Tronco Cerebral

Descrição Geral

  • Conjunto de núcleos interligados:
    • Mesencéfalo: núcleos tegmentares dorsais
    • Ponte: núcleos tegmentares centrais
    • Bolbo: núcleos inferiores
  • Composta por 2 componentes:
    • Formação reticular ascendente (sistema de ativação reticular)
    • Formação reticular descendente

Organização interna

  • Coluna mediana de núcleos reticulares:
    • Estende-se através do bolbo, ponte e mesencéfalo
    • Coletivamente, constituem os núcleos da rafe
  • Coluna medial dos núcleos reticulares:
    • Consiste em neurónios médios e muito grandes, núcleos gigantocelulares
    • Inerva os núcleos do NC XII e responde a estímulos glutamatérgicos
  • Coluna lateral de núcleos reticulares:
    • Consiste em 6 grupos nucleares conhecidos como núcleos parvocelulares
    • Envolvida na porção inspiratória da respiração

Relevância Clínica

  • Malformação de Chiari: As malformações de Arnold-Chiari são um grupo de anomalias congénitas associadas à base óssea do crânio, causando limitação de espaço na fossa posterior afetando o cerebelo, tronco cerebral e medula espinhal superior.
  • Nervos cranianos: emergem diretamente do cérebro e do tronco cerebral através do crânio ósseo. Os nervos cranianos suprem as estruturas cranianas e cumprem funções específicas. Existem 12 nervos cranianos que transmitem informações sensoriais, motoras e autonómicas de e para as estruturas intracranianas e pericranianas, com alguma interconexão com o resto do corpo.
  • Desenvolvimento embrionário: antes que o cérebro atinja a fase em que se parece com o órgão, vários processos complexos ocorrem para atingir esse objetivo. Começando com a neurulação, o tubo neural e as células da crista neural permitem que o embrião em desenvolvimento forme um sistema nervoso central e periférico.
  • Diencéfalo: O diencéfalo do cérebro consiste em 4 componentes: o tálamo, o epitálamo, o hipotálamo e o subtálamo. Em geral, o diencéfalo coordena as funções inconscientes vegetativa e sensório-motora.
  • Hidrocefalia: distúrbio que cursa com desequilíbrio de formação, fluxo e/ou absorção do LCR, resultando num aumento do volume de líquido dentro da cavidade craniana.
  • Doença de Parkinson: distúrbio do movimento que se caracteriza pela degeneração dos neurónios dopaminérgicos da substância negra, que faz parte dos gânglios da base.

Referências

  1. Schijman, E. (2004). History, anatomic forms, and pathogenesis of Chiari I malformations. Childs Nerv Syst 20:323–328. https://doi.org/10.1007/s00381-003-0878-y
  2. Khoury, C. (2020). Chiari malformations. UpToDate. Retrieved December 1, 2020, from https://www.uptodate.com/contents/chiari-malformations.
  3. Abd-El-Barr M. M., Strong, C. I., Groff, M. W. (2014). Chiari malformations: diagnosis, treatments and failures. Journal of Neurosurgical Sciences 58:215–221. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/25418275/
  4. McClugage, S. Oakes, J. (2019). The Chiari I malformation. Journal of Neurosurgery. https://doi.org/10.3171/2019.5.PEDS18382
  5. Langridge, B., Phillips, E., Choi, D. (2017). Chiari malformation type 1: a systematic review of natural history and conservative management. World Neurosurg 104:213–219. https://doi.org/10.1016/j.wneu.2017.04.082
  6. Warren, C.O., Klein C., Schapira, A. H. V. (2018). Parkinson’s disease. In: Jameson J. L., et al. (Eds.). Harrison’s Principles of Internal Medicine, 20th ed., Vol. 2. McGraw-Hill, pp. 3120–3132. https://accessmedicine.mhmedical.com/content.aspx?bookid=2129&sectionid=192532363
  7. Jankovic, J. (2021). Etiology and pathogenesis of Parkinson disease. UpToDate. Retrieved September 20, 2021, from https://www.uptodate.com/contents/etiology-and-pathogenesis-of-parkinson-disease
  8. Chou. K. L. (2021). Clinical manifestations of Parkinson disease. UpToDate. Retrieved September 20, 2021, from https://www.uptodate.com/contents/clinical-manifestations-of-parkinson-disease
  9. Chou, K. L. (2021). Diagnosis and differential diagnosis of Parkinson disease. UpToDate. Retrieved September 20, 2021, from https://www.uptodate.com/contents/diagnosis-and-differential-diagnosis-of-parkinson-disease
  10. Splinder, M. A. (2021). Initial pharmacologic treatment of Parkinson disease. UpToDate. Retrieved September 20, 2021, from https://www.uptodate.com/contents/initial-pharmacologic-treatment-of-parkinson-disease
  11. Hauser R. A. (2020). Parkinson Disease. Medscape. Retrieved September 20, 2021, from https://emedicine.medscape.com/article/1831191
  12. Massano, J., Bhatia, K. P. (2012). Clinical approach to Parkinson’s disease: features, diagnosis, and principles of management. Cold Spring Harbor Perspectives in Medicine 2(6). Retrieved September 20, 2021, from https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3367535/
  13. Kouli, A., Torsney, K. M., Kuan, W. (2018). Parkinson’s disease: etiology, neuropathology, and pathogenesis. In: Stoker, T. B., Greenland, J. C. (Eds.), Parkinson’s Disease: Pathogenesis and Clinical Aspects. Codon Publications. Retrieved September 20, 2021, from https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK536722/
  14. Zafar, S., Yaddanapudi, S. S. (2021). Parkinson disease. StatPearls. Retrieved September 20, 2021, from https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK470193/
  15. Kahle, K. T., et al. (2015). Hydrocephalus in children. Lancet 387:788–799. http://dx.doi.org/10.1016/S0140-6736(15)60694-8
  16. Blázquez, M., Zarranz, J. J. (2018). Síndrome meníngeo. Edema cerebral. Hipertensión intracraneal. Hidrocefalias. Hipotensión intracraneal. In: J. J. Zarranz (Ed.), Neurología. Elsevier España, pp. 219–233. Retrieved from https://www.clinicalkey.es/#!/content/3-s2.0-B978849113071000012X
  17. Sato, O., Yamguchi, T., Kittaka, M., Toyama, H. (2001). Hydrocephalus and epilepsy. Child’s Nervous System 17(1–2):76–86. https://doi.org/10.1007/s003810000381

USMLE™ is a joint program of the Federation of State Medical Boards (FSMB®) and National Board of Medical Examiners (NBME®). MCAT is a registered trademark of the Association of American Medical Colleges (AAMC). NCLEX®, NCLEX-RN®, and NCLEX-PN® are registered trademarks of the National Council of State Boards of Nursing, Inc (NCSBN®). None of the trademark holders are endorsed by nor affiliated with Lecturio.

Estuda onde quiseres

A Lecturio Medical complementa o teu estudo através de métodos de ensino baseados em evidência, vídeos de palestras, perguntas e muito mais – tudo combinado num só lugar e fácil de usar.

Aprende mais com a Lecturio:

Complementa o teu estudo da faculdade com o companheiro de estudo tudo-em-um da Lecturio, através de métodos de ensino baseados em evidência.

Details