Domina os Conceitos Médicos

Estuda para o curso e exames de Medicina com a Lecturio

Traqueia

A traqueia é uma estrutura tubular que faz parte do trato respiratório inferior. A traqueia é contínua superiormente com a laringe e inferiormente torna-se a árvore brônquica dentro dos pulmões. A traqueia consiste numa estrutura de suporte de 16 a 20 anéis semicirculares, ou em forma de C, feitos de cartilagem hialina e reforçados por tecido conjuntivo colagenoso. A parede posterior da traqueia está livre de cartilagem. Nesta área, o paries membranaceus forma uma placa de músculo liso da traqueia e tecido conjuntivo e forma a borda do esófago que corre dorsalmente.

Última atualização: 2 May, 2022

Responsibilidade editorial: Stanley Oiseth, Lindsay Jones, Evelin Maza

Desenvolvimento

A traqueia desenvolve-se como parte da árvore traqueobrônquica tendo origem no intestino anterior do tubo intestinal embrionário.

  • Ocorre 4-7 semanas após a conceção
  • Tubo intestinal embrionário:
    • Forma-se a partir da camada endodérmica dobrada lateralmente
    • Rodeado por mesoderme
    • Possui 3 secções:
      • Intestino anterior (“Foregut”)
      • Intestino médio (“Midgut”)
      • Intestino posterior (“Hindgut”)
  • Botão pulmonar (divertículo respiratório):
    • Botões do lado ventral do intestino anterior por volta da 4ª semana
    • Simultaneamente cresce para fora (ventralmente) e para baixo (caudalmente)
    • Inclui tanto a endoderme como a mesoderme esplancnopleúrica circundante
  • Sulco traqueoesofágico (ou crista):
    • À medida que o botão pulmonar cresce e desce, o sulco traqueoesofágico aparece como reentrâncias laterais entre o novo botão pulmonar e o intestino anterior.
    • Os sulcos/estrias movem-se medialmente, comprimindo o botão pulmonar e formando o septo traqueoesofágico.
    • O septo traqueoesofágico cria 2 tubos separados:
      • Esófago (posteriormente, do intestino anterior original)
      • Traqueia (anteriormente, do botão pulmonar)
  • Botões brônquicos primários: A traqueia bifurca-se nos botões brônquicos direito e esquerdo.
    • Os botões brônquicos primários mais tarde continuam a desenvolver-se na árvore brônquica e nos pulmões através dos estadios pseudoglandular, canalicular, sacular e alveolar.

Vídeos recomendados

Anatomia Macroscópica

Características gerais

  • Localização:
    • Localizada na parte inferior do pescoço e tórax, dentro do mediastino superior
    • Contínua superiormente com a laringe ao nível de C6
    • Termina inferiormente ao nível de T5 e continua como os brônquios primários e a restante árvore brônquica nos pulmões
  • Forma e estrutura:
    • A traqueia é uma estrutura tubular em forma de D no trato respiratório inferior.
    • Aproximadamente 10–11 cm de comprimento, com um diâmetro interno de 1,5–2 cm
    • Consiste em 16-20 anéis semicirculares, ou em forma de C, feitos de cartilagem hialina reforçada por tecido conjuntivo colagenoso
    • Tem uma parede posterior plana, sem cartilagem e membranosa que contém músculo liso chamado músculo traqueal (conhecido como paries membranaceus)
Estrutura transversal traqueia

A estrutura transversal da traqueia:
Observar a estrutura tubular em forma de D e a proximidade com o esófago.

Imagem por Lecturio. Licença: CC BY-NC-SA 4.0
  • Funções:
    • Transporta o ar para dentro e para fora dos pulmões durante a ventilação
    • Aquece e humidifica o ar inalado para proteger o trato respiratório
    • Auxilia no ato de tossir através do músculo traqueal
  • Porções:
    • Porção cervical:
      • Continuação direta da laringe abaixo da cartilagem cricoide
      • Começa aproximadamente no nível de C6
      • Termina no nível da incisura jugular do esterno
    • Porção torácica:
      • Continuação direta da traqueia cervical
      • Começa no bordo superior do mediastino superior (incisura jugular do esterno)
      • Termina na bifurcação da traqueia nos brônquios principais, no nível de T4-T7 (mais frequentemente T5)
Estrutura principal e porções da traqueia

A estrutura principal e porções da traqueia

Imagem por Lecturio. Licença: CC BY-NC-SA 4.0

Relações espaciais

  • Posterior:
    • Esófago
    • Aorta descendente
    • Coluna vertebral
  • Anterior:
    • Pele e fáscia cervical
    • Arco venoso jugular
    • Aorta ascendente
    • Tronco braquiocefálico
    • Veia cava superior
    • Glândula da tiroide e vasos
    • Glândula do timo ou remanescentes
  • Lateral:
    • Artérias carótidas
    • Artérias tiroideias inferiores
    • Nervos laríngeos recorrentes
    • Nervos vagos
    • Pulmões e pleura

Anatomia Microscópica

A parede traqueal consiste em 4 camadas:

  1. Mucosa: alta, colunar, pseudoestratificada com cílios e células caliciformes produtoras de mucina
  2. Submucosa:
    • O tecido conjuntivo fornece suporte e retração elástica
    • Contém fibras de elastina, glândulas mucosas, músculo liso, vasos, nervos e gânglios linfáticos
  3. Camada músculo-cartilaginosa: contém a cartilagem hialina dos anéis em forma de C e o músculo liso interveniente
    • Músculo traqueal:
      • Pode alterar as dimensões da traqueia
      • Regula a quantidade de ar que entra ou sai dos pulmões
  4. Adventícia: composta por tecido conjuntivo laxo fibroelástico
Várias camadas de tecido traquéia e laringe

As várias camadas de tecido que compõem a traqueia

Imagem : “Layers of tissue: trachea and larynx” por Phil Schatz. Licença: CC BY 4.0, editado por Lecturio.

Vídeos recomendados

Neurovaculatura

Fornecimento de sangue

  • Vascularização arterial:
    • A traqueia é irrigada principalmente por ramos das artérias tiroideias inferiores, ramos do tronco tirocervical.
    • A irrigação é sustentada por ramos ascendentes das artérias brônquicas.
    • Estes 2 conjuntos de artérias formam uma anastomose ao longo da estrutura da traqueia.
  • Drenagem venosa:
    • As veias análogas drenam para o plexo venoso tiroideu inferior.
    • As veias tiroideias inferiores drenam para as veias braquiocefálicas.

Inervação

  • A traqueia recebe inervação do plexo pulmonar.
    • Inervação parassimpática: nervos laríngeos recorrentes, ramos do nervo vago
    • Inervaçao simpática: troncos simpáticos
  • Dentro das paredes da árvore traqueobrônquica, axônios pré-ganglionares eferentes do nervo vago fazem sinapse nos gânglios pequenos → regulação dos reflexos locais e controlo das vias aéreas

Relevância Clínica

As seguintes condições de várias origens podem afetar a traqueia:

  • Infeções:
    • A laringite é uma inflamação da laringe que pode ocorrer após uma infeção da cavidade nasal e da região faríngea por vírus ou bactérias, que podem entrar na traqueia. Além disso, o uso excessivo da voz em ambiente de ar seco pode levar a sintomas de laringite: mucosa faríngea avermelhada, dor de garganta e rouquidão ou perda da voz.
  • Congénita:
    • Fístula traqueoesofágica: conexão anormal entre o esófago e a traqueia: A fístula traqueoesofágica é uma anomalia congénita comum, mas quando ocorre tardiamente na vida, geralmente é uma sequela de um procedimento cirúrgico.
    • Traqueomalácia: colapso anormal das paredes da traqueia: A traqueomalácia é devida a uma doença da cartilagem ou pode ser causada por uma fonte externa (anéis vasculares, massas, etc). Os sintomas são semelhantes aos da obstrução das vias aéreas e incluem estridor e sibilos.

Referências

  1. Moore, K. L., et al. Clinically oriented anatomy. Lippincott Williams & Wilkins, 2017.
  2. Drake, R., et al. Gray’s anatomy for students E-Book. Elsevier Health Sciences, 2014.
  3. Standring, S. Gray’s anatomy: The anatomical basis of clinical practice, 41st ed. Edinburgh: Churchill Livingstone/Elsevier, 2016.

USMLE™ is a joint program of the Federation of State Medical Boards (FSMB®) and National Board of Medical Examiners (NBME®). MCAT is a registered trademark of the Association of American Medical Colleges (AAMC). NCLEX®, NCLEX-RN®, and NCLEX-PN® are registered trademarks of the National Council of State Boards of Nursing, Inc (NCSBN®). None of the trademark holders are endorsed by nor affiliated with Lecturio.

Estuda onde quiseres

A Lecturio Medical complementa o teu estudo através de métodos de ensino baseados em evidência, vídeos de palestras, perguntas e muito mais – tudo combinado num só lugar e fácil de usar.

Aprende mais com a Lecturio:

Complementa o teu estudo da faculdade com o companheiro de estudo tudo-em-um da Lecturio, através de métodos de ensino baseados em evidência.

User Reviews

¡Hola!

Esta página está disponible en Español.

🍪 Lecturio is using cookies to improve your user experience. By continuing use of our service you agree upon our Data Privacy Statement.

Details