Achieve Mastery of Medical Concepts

Study for medical school and boards with Lecturio

Simulação

A simulação não se trata de uma doença médica, mas sim de um comportamento de um indivíduo. Caracteriza-se pela falsificação intencional de sintomas para um ganho secundário externo. Os indivíduos podem produzir novos sintomas ou exagerar outros. Exemplos de incentivos externos comuns incluem compensação financeira, evitar trabalhar, obter medicamentos prescritos e evadir-se de processos criminais. Após terem sido descartadas doenças médicas orgânicas, os profissionais de saúde devem confrontar o indivíduo de forma não julgadora.

Última atualização: 4 May, 2022

Responsibilidade editorial: Stanley Oiseth, Lindsay Jones, Evelin Maza

Epidemiologia e Etiologia

Epidemiologia

  • Mais prevalente no sexo masculino do que no sexo feminino
  • Grande frequência em ambientes médico-legais ou militares
  • Frequente em doentes hospitalizados
  • Frequente em indivíduos que buscam indenizações do trabalho ou benefícios por invalidez

Etiologia

  • Nenhuma associação com quaisquer fatores biológicos ou padrões familiares/genéticos
  • Associado à perturbação de personalidade anti-social

Vídeos recomendados

Apresentação Clínica e Diagnóstico

Apresentação clínica

  • Várias queixas vagas e incongruentes com qualquer doença médica conhecida e associadas a um ganho pessoal
  • Traumatismo craniano é a queixa mais comum, seguindo-se dor crónica.
  • Os sintomas depressivos são responsáveis por 15% dos casos.
  • Relutância em participar em exames físicos ou testes de diagnóstico
  • Relutância em aceitar um bom prognóstico, mesmo após inúmeros exames
  • História de vários internamentos hospitalares
  • Os sintomas melhoram quando o resultado desejado é alcançado.

Diagnóstico

  • Não é listado como diagnóstico no DSM-V (surge nas perturbações somatoformes como um diagnóstico diferencial)
  • Exige uma colheita detalhada da história clínica (pode exigir a aquisição de registos médicos prévios ou externos)
  • Falha intencional dos testes subjetivos
  • A observação do comportamento por vídeo é incongruente com a apresentação do indivíduo, o que pode apoiar o diagnóstico e ajudar aquando do confronto com o indivíduo.
Tabela: Características da simulação em comparação com diagnósticos diferenciais importantes
Vontade de se submeter a avaliação Comportamento enganador intencional Evidência de recompensa externa
Perturbação de ansiedade de doença +
Perturbação de sintomas somáticos +
Perturbação factícia + +
Simulação + +

Tratamento

Os médicos devem permanecer clinicamente neutros e realizar uma investigação diferencial.

Identificar os ganhos secundários comuns:

  • Evadir-se de responsabilidade criminal
  • Ganho financeiro
  • Evitar trabalho
  • Admissão hospitalar para abrigo
  • Obtenção de fármacos

A interação terapêutica só pode ser abandonada após o individuo não estar disposto a interagir com o clínico (além da manipulação para ganhos secundários).

Diagnóstico Diferencial

  • Perturbação de conversão: presença de sintomas ou défices que afetam a função motora/sensorial sugestiva de uma condição neurológica, mas inexplicável por achados médicos. Sem ganhos secundários externos identificados na perturbação de conversão.
  • Perturbação de sintomas somáticos: doentes com múltiplas queixas somáticas e pensamentos excessivos sobre a gravidade dos seus sintomas. Os doentes com esta perturbação exageram involuntariamente os seus sintomas. Os possíveis ganhos secundários na perturbação de sintomas somáticos não são tão importantes como na simulação.
  • Perturbação factícia: os indivíduos falsificam intencionalmente os seus sintomas para assumirem o papel do doente. Os indivíduos com perturbação factícia apenas querem cuidados médicos e atenção sem qualquer ganho secundário identificado.

Referências

  1. Sadock, B. J., Sadock, V. A., & Ruiz, P. (2014). Kaplan and Sadock’s synopsis of psychiatry: Behavioral sciences/clinical psychiatry (11th ed.). Chapter 25, Other conditions that may be a focus of clinical attention, pages 812–815. Philadelphia, PA: Lippincott Williams and Wilkins.
  2. Dent, L (2020). The identification and management of malingering in clinical settings.

USMLE™ is a joint program of the Federation of State Medical Boards (FSMB®) and National Board of Medical Examiners (NBME®). MCAT is a registered trademark of the Association of American Medical Colleges (AAMC). NCLEX®, NCLEX-RN®, and NCLEX-PN® are registered trademarks of the National Council of State Boards of Nursing, Inc (NCSBN®). None of the trademark holders are endorsed by nor affiliated with Lecturio.

Estuda onde quiseres

A Lecturio Medical complementa o teu estudo através de métodos de ensino baseados em evidência, vídeos de palestras, perguntas e muito mais – tudo combinado num só lugar e fácil de usar.

Aprende mais com a Lecturio:

Complementa o teu estudo da faculdade com o companheiro de estudo tudo-em-um da Lecturio, através de métodos de ensino baseados em evidência.

User Reviews

¡Hola!

Esta página está disponible en Español.

🍪 Lecturio is using cookies to improve your user experience. By continuing use of our service you agree upon our Data Privacy Statement.

Details