Achieve Mastery of Medical Concepts

Study for medical school and boards with Lecturio

Pseudomonas

Pseudomonas é um bacilo gram-negativo não fermentador de lactose que produz piocianina, que lhe confere uma cor azul-esverdeada característica. A bactéria Pseudomonas é encontrada de forma ubíqua no ambiente, bem como em reservatórios húmidos, como pias hospitalares e equipamentos respiratórios. Tem um odor doce de uva. A espécie clinicamente mais relevante é a Pseudomonas aeruginosa (P. aeruginosa), que apresenta uma ampla gama de manifestações clínicas, desde doenças benignas, como "ouvido de nadador" e foliculite da “banheira de hidromassagem”, até bacteriemia disseminada e osteomielite. Os fatores de risco para infeções incluem: neutropenia, fibrose quística, asplenia, queimaduras e cateteres de algaliação/intubação endotraqueal. O tratamento é sobretudo com piperacilina/tazobactam.

Última atualização: 31 May, 2022

Responsibilidade editorial: Stanley Oiseth, Lindsay Jones, Evelin Maza

Classificação

Fluxograma de classificação de bactérias gram negativas

Bactérias gram-negativas:
A maioria das bactérias pode ser classificada de acordo com um procedimento de laboratório chamado coloração de Gram.
As paredes celulares bacterianas com uma camada fina de peptidoglicanos não retêm a coloração cristal violeta utilizada na técnica coloração de Gram. No entanto, as bactérias gram-negativas retêm a coloração de contraste de safranina e aparecem com cor vermelho-rosado. Estas bactérias podem ainda ser classificadas de acordo com a sua morfologia (diplococos, bastonetes curvos, bacilos e cocobacilos) e capacidade de crescerem na presença de oxigénio (aeróbios versus anaeróbios). As bactérias Gram-negativas podem ser identificadas com precisão através de culturas em meios específicos (Agar Tríplice Açúcar Ferro (TSI)), com a identificação das enzimas (urease, oxidase) e determinação da capacidade de fermentar a lactose.
* Cora pouco com coloração de Gram
** Bastonete pleomórfico/cocobacilos
*** Requer meios de transporte especiais

Imagem por Lecturio.

Características Gerais

  • Bacilo Gram-negativo
  • Encapsulado
  • Móvel: 1–3 flagelos móveis
  • Aeróbio obrigatório
  • Oxidase-positivo
  • Catalase-positivo
  • Fermentação sem lactose
  • Produz um pigmento azul-esverdeado: devido à produção de piocianina e fluoresceína
  • Produz um odor frutado característico de uva
  • Espécies clinicamente relevantes: Pseudomonas aeruginosa (P. aeruginosa)
Bactérias pseudomonas aeruginosa

A fotografia mostra o padrão de crescimento colonial exibido pela bactéria Pseudomonas aeruginosa.

Imagem: “6688” ppt CDC/Dr. Theo Hawkins. Licença: Public domain.

Vídeos recomendados

Patogénese

Reservatório e transmissão

Reservatório:

  • Onipresente no ambiente
  • Reservatórios húmidos:
    • Pias
    • Equipamento respiratório e de diálise

Transmissão:

  • Transmissão de pessoa para pessoa através de reservatórios infetados

Fatores de risco

  • Neutropenia
  • Queimaduras
  • Asplenia
  • Fibrose quística
  • Intubação endotraqueal
  • Algaliação crónica
Tabela: Fatores de virulência
Fator de virulência Efeito
Cápsula de polissacarídeo
  • Antifagocítico
  • Aderência ao epitélio traqueal
  • Auxilia na colonização prolongada/produção de biofilme
Pili
  • Aderência ao epitélio respiratório
Fosfolipase C
  • Degrada as membranas celulares
Exotoxina A
  • Ribosila e inativa o EF-2, que causa a morte celular
Piocianina
  • Media o dano tecidual através da produção de espécies reativas de oxigénio
Sistema de secreção tipo III
  • Facilita a entrega direta de toxinas na célula hospedeira
Formação de biofilme in vivo
  • Permite que o microorganismo persista nas vias aéreas de pacientes com fibrose quística
ꞵ-lactamase e bombas de efluxo
  • Contribuem para a resistência a múltiplos fármacos

Patogénese de P. aeruginosa

Mecanismos de patogênese pseudomonas aeruginosa

Mecanismos da patogénese de Pseudomonas aeruginosa

Imagem por Lecturio.

Doenças causadas por P. aeruginosa

Tabela: Doenças causadas por P. aeruginosa
Tipo de condição Características
Infeção do trato urinário
  • Especialmente em pacientes com cateteres permanentes
  • Causa comum de ITU nosocomial
Infeções de feridas de queimadura Associadas a queimaduras, causando:
  • Danos vasculares
  • Necrose tecidual
  • Bacteriemia
  • Infeções do ouvido Otite externa:
    • Benigna, mas dolorosa
    • Frequentemente associada a nadadores (“ouvido de nadador”)
    Otite externa maligna:
    • Dor, edema e secreção purulenta do canal auditivo externo
    • Pode levar a:
      • Lesão do nervo craniano
      • Bacteriemia
      • Sépsis
    Infeções cutâneas Éctima gangrenoso:
    • Lesões cutâneas rapidamente progressivas, focais, pretas e necróticas
    • Associado a neutropenia
    Foliculite da “banheira de hidromassagem”:
    • Infeção das glândulas sudoríparas apócrinas (ouvido externo, aréola, mamilo)
    • Nomeado como tal devido à fonte de infeção, que geralmente é proveniente de piscinas/ banheiras de hidromassagem
    Infeções pulmonares
    • Causa pneumonia nosocomial e pneumonia associada à ventilação mecânica
    • Causa mais comum de infeção pulmonar crónica em pacientes com fibrose quística
    Infeções oculares Ocorre em utilizadores de lentes de contacto ou pequenos traumas oculares:
    • Úlceras da córnea
    • Queratite
    Infeções disseminadas Ocorre em hospedeiros imunodeprimios:
    • Pacientes transplantados
    • Pacientes neutropénicos
    Osteomielite
    • Frequentemente em pacientes utilizadores de drogas intravenosas ou diabéticos
    • Associada a perfurações

    Antimicrobianos

    Tratamento

    • P. aeruginosa tem resistência variável a antibióticos:
      • Multirresistente: resistente a pelo menos 1 agente em > 3 categorias de antibióticos
      • Extensivamente resistente a fármacos: resistente a pelo menos 1 agente em todas as categorias de antibióticos, exceto 2
      • Resistente a medicamentos: resistente a todas as categorias de antibióticos
    • A escolha do antibiótico é adaptada aos padrões de resistência local (antibioterapia combinada):
      • 1ª linha:
        • Combinação de inibidores de penicilina/beta-lactamase (piperacilina/tazobactam)
        • Cefalosporinas (ceftazidima)
        • Monobactam (aztreonam)
        • Fluoroquinolonas (ciprofloxacina) (apenas oral)
        • Carbapenemes (meropenem)
      • As estirpres resistentes a vários fármacos são tratadas com antibióticos recém-desenvolvidos:
        • Combinações de inibidores de beta-lactama-beta-lactamase (ceftolozano/tazobactam)
        • Cefalosporinas (cefiderocol)
        • Combinação de carbapenem-beta-lactamase (imipenem-cilastatina-relibactam)
        • Polimixinas
      • Antibióticos adjuvantes: aminoglicosídeos (tobramicina, gentamicina, amicacina)

    Prevenção

    • Higiene no hospital:
      • Uso de técnicas estéreis apropriadas
      • Limpeza cuidadosa de pias e chuveiros comuns
    • Monitorização periódica, substituição e limpeza de:
      • Equipamento de suporte respiratório
      • Linhas intravenosas (IV) (especialmente de longo-termo)
      • Catéteres

    Mnemónica

    Para ajudar a memorizar os aspetos clinicamente mais relevantes sobre Pseudomonas, utilize a mnemónica “PSEUDOMONAS”

    • Pneumonia, pyocyanina – Pneumonia e piocianina
    • Sepsis – Sépsis
    • Ecthyma gangrenosum – Éctima gangrenoso
    • UTIs – ITUs (Infeções do trato urinário)
    • Diabetes, Drug use – Diabetes, utilizadores de Drogas
    • Osteomyelitis – Oesteomielite
    • Mucoid, polysaccharide capsule – cápsula polissacarídica mucoide
    • Otitis externa – Otite externa (“ouvido de nadador”)
    • Nosocomial infections – Infeções nosocomiais (cateteres, tubos endotraqueais)
    • Exotoxin A – Exotoxina A
    • Skin infections – Infeções cutâneas (foliculite de “banheira de hidromassagem” e queimaduras)

    Referências

    1. Riedel, S., & Hobden, J.A. (2019). In Riedel S, Morse SA, et al (Eds.), Jawetz, Melnick, & Adelberg’s Medical Microbiology (28th ed.)
    2. Hohmann, E.L., & Portnoy, D.A. (2018). In Jameson JL, et al (Eds.), Harrison’s Principles of Internal Medicine (20th ed. Vol 2, pp. 2676–2683).
    3. Baron, S. (1996). Medical microbiology. University of Texas Medical Branch at Galveston. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK7627/

    USMLE™ is a joint program of the Federation of State Medical Boards (FSMB®) and National Board of Medical Examiners (NBME®). MCAT is a registered trademark of the Association of American Medical Colleges (AAMC). NCLEX®, NCLEX-RN®, and NCLEX-PN® are registered trademarks of the National Council of State Boards of Nursing, Inc (NCSBN®). None of the trademark holders are endorsed by nor affiliated with Lecturio.

    Estuda onde quiseres

    A Lecturio Medical complementa o teu estudo através de métodos de ensino baseados em evidência, vídeos de palestras, perguntas e muito mais – tudo combinado num só lugar e fácil de usar.

    Aprende mais com a Lecturio:

    Complementa o teu estudo da faculdade com o companheiro de estudo tudo-em-um da Lecturio, através de métodos de ensino baseados em evidência.

    User Reviews

    ¡Hola!

    Esta página está disponible en Español.

    🍪 Lecturio is using cookies to improve your user experience. By continuing use of our service you agree upon our Data Privacy Statement.

    Details