Domina os Conceitos Médicos

Estuda para o curso e exames de Medicina com a Lecturio

Nitroimidazois

Os nitroimidazois são pró-fármacos compostos por um anel imidazol com um grupo nitro anexado. Os nitroimidazois são reduzidos dentro dos microrganismos suscetíveis, levando à formação de radicais livres e à interrupção da integridade do DNA. O metronidazol e o tinidazol são os mais usados desta classe e são ativos contra protozoários e bactérias anaeróbias. Estes fármacos são usados frequentemente em infeções intra-abdominais e ginecológicas. Pode ocorrer um efeito semelhante ao dissulfiram com o uso concomitante de álcool. Outros efeitos colaterais incluem disgeusia, neuropatia periférica, descoloração da urina e convulsões.

Última atualização: 18 Mar, 2022

Responsibilidade editorial: Stanley Oiseth, Lindsay Jones, Evelin Maza

Estrutura Química e Farmacodinâmica

Estrutura química

Os nitroimidazois são compostos por um anel imidazol e um grupo nitro anexado.

Estrutura química do metronidazol

Estrutura química do metronidazol:
O metronidazol é composto por um anel imidazol com um grupo nitro (NO2) anexado.

Imagem: “Metronidazol” por NEUROtiker. Licença: Public Domain

Mecanismo de ação

  • Os nitroimidazois difundem-se passivamente na célula microbiana.
  • Nitroredutases (produzidas por organismos suscetíveis) → reduzem o grupo nitro na molécula
  • Resulta na produção de:
    • Radicais livres
    • Metabolitos citotóxicos → interagem com o DNA do hospedeiro → quebra da cadeia e desestabilização da hélice de DNA
  • Ocorre morte celular
  • Efeito:
    • Bactericida contra bactérias anaeróbias
    • Antiprotozoário

Farmacocinética

O seguinte descreve a farmacocinética do metronidazol (o fármaco padrão desta classe) e do tinidazol.

Absorção

  • Quase completamente absorvido quando administrado por via oral
  • Biodisponibilidade > 90%

Distribuição

  • Distribuído amplamente em tecidos
  • Baixa ligação às proteínas (< 20%)
  • Ultrapassa a barreira hematoencefálica

Metabolismo e excreção

  • Extensamente metabolizado no fígado
  • Excretado principalmente na urina

Indicações

Cobertura antimicrobiana

  • Bactérias anaeróbias:
    • Helicobacter pylori
    • Bacteroides
    • Clostridium (incluindo C. difficile)
    • Gardnerella
  • Protozoários:
    • Giardia
    • Entamoeba
    • Trichomonas

Tipos de infeção

  • Colite pseudomembranosa
  • Infeções ginecológicas (incluindo vaginose bacteriana)
  • Amebíase
  • Uretrite não-gonocócica
  • Infeções intra-abdominais
  • Abcesso intracraniano

Efeitos Adversos e Contraindicações

Efeitos adversos

  • Distúrbios GI
  • Reação semelhante ao dissulfiram com o álcool (devido à inibição da aldeído desidrogenase)
  • Disgeusia (gosto metálico)
  • Neuropatia periférica
  • Cefaleias
  • Tonturas
  • Convulsões
  • Descoloração da urina (cor castanho-avermelhada)

Contraindicações

  • Gravidez (1º trimestre)
  • Amamentação
  • Insuficiência hepática grave

Interações medicamentosas

  • Elixires contendo etanol:
    • Xaropes para a tosse
    • Trimetroprim-sulfametoxazol IV
  • Dissulfiram: pode causar psicose aguda
  • ↓ Eliminação de:
    • Lítio
    • Cravagem-do-centeio
  • ↓ Metabolismo hepático de:
    • Fenitoína
    • Varfarina
    • Carbamazepina

Mecanismos de Resistência

A resistência ao metronidazol é rara, mas pode ocorrer por:

  • ↓ Taxa de redução do metronidazol dentro dos anaeróbios
  • ↓ Absorção do fármaco
  • ↑ Efluxo do fármaco da célula
  • ↑ Atividade da LDH
  • ↑ Atividade de enzimas de reparação do DNA
  • ↑ Recursos para eliminação de oxigénio

Comparação de Antibióticos

A tabela a seguir compara várias classes de antibióticos com cobertura anaeróbia:

Tabela: Comparação de várias classes de antibióticos com cobertura anaeróbia
Classe do fármaco Mecanismo de ação Efeito Cobertura
Carbapenemes
  • Ligam-se irreversivelmente às proteínas de ligação à penicilina
  • Inibem a síntese da parede celular
Bactericida
  • Gram-positivos
  • Gram-negativos aeróbios
  • Anaeróbios
Fluoroquinolonas
  • Inibem a síntese de DNA
  • Causam a quebra do DNA
Bactericida
  • Gram-positivos
  • Gram-negativos aeróbios
  • Anaeróbios
  • Organismos atípicos
Lincosamidas
  • Ligam-se reversivelmente à subunidade 50S
  • Inibem a síntese de proteínas bacterianas
Bacteriostático
  • Gram-positivos
  • Anaeróbios
Nitroimidazois
  • Produzem radicais livres
  • Causam a quebra do DNA
  • Bactericida
  • Antiprotozoários
  • Bactérias anaeróbias
  • Protozoários
Gráfico de sensibilidade a antibióticos

Sensibilidade aos antibióticos:
Gráfico que compara a cobertura microbiana de diferentes antibióticos para cocos gram-positivos, bacilos gram-negativos e anaeróbios.

Imagem por Lecturio. Licença: CC BY-NC-SA 4.0

Referências

  1. Löfmark, S., Edlund, C., Nord, C.E. (2010). Metronidazole is still the drug of choice for treatment of anaerobic infections. Clin Infect Dis 50(Suppl 1):S16–S23. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/20067388/
  2. Gardner, T.B., Hill, D.R. (2001). Treatment of giardiasis. Clinical Microbiology Reviews 14:114–128. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/11148005/
  3. Gonzales, M.L.M., Dans, L.F., Sio-Aguilar, J. (2019). Antiamoebic drugs for treating amoebic colitis. Cochrane Database Syst Rev 1(1):CD006085. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/30624763/
  4. van Schalkwyk, J., Yudin, M.H. (2015). Vulvovaginitis: screening for and management of trichomoniasis, vulvovaginal candidiasis, and bacterial vaginosis. J Obstet Gynaecol Can 37:266–274. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/26001874/
  5. No authors listed. (2015). Sexually transmitted diseases: summary of 2015 CDC treatment guidelines. J Miss State Med Assoc 56:372–375. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/26975162/
  6. Mazuski, J.E., et al. (2017). The Surgical Infection Society revised guidelines on the management of intra-abdominal infection. Surg Infect (Larchmt) 18:1–76. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/28085573/
  7. Stevens, D.L., et al. (2014). Practice guidelines for the diagnosis and management of skin and soft tissue infections: 2014 update by the Infectious Diseases Society of America. Clin Infect Dis 59:147–159. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/24973422/
  8. Bratzler, D.W., et al., American Society of Health-System Pharmacists, Infectious Disease Society of America, Surgical Infection Society, Society for Healthcare Epidemiology of America. (2013). Clinical practice guidelines for antimicrobial prophylaxis in surgery. Am J Health Syst Pharm 70:195–283. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/23327981/
  9. Johnson, M. (2021). Metronidazole: An overview. In Bogorodskaya, M. (Ed.), UpToDate. Retrieved July 25, 2021, from https://www.uptodate.com/contents/metronidazole-an-overview
  10. Weir, C.B., Le, J.K. (2021). Metronidazole. StatPearls. Retrieved July 25, 2021, from https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK539728/
  11. Werth, B.J. (2020). Metronidazole and tinidazole. MSD Manual Professional Version. Retrieved July 25, 2021, from https://www.msdmanuals.com/professional/infectious-diseases/bacteria-and-antibacterial-drugs/metronidazole-and-tinidazole

USMLE™ is a joint program of the Federation of State Medical Boards (FSMB®) and National Board of Medical Examiners (NBME®). MCAT is a registered trademark of the Association of American Medical Colleges (AAMC). NCLEX®, NCLEX-RN®, and NCLEX-PN® are registered trademarks of the National Council of State Boards of Nursing, Inc (NCSBN®). None of the trademark holders are endorsed by nor affiliated with Lecturio.

Estuda onde quiseres

A Lecturio Medical complementa o teu estudo através de métodos de ensino baseados em evidência, vídeos de palestras, perguntas e muito mais – tudo combinado num só lugar e fácil de usar.

Aprende mais com a Lecturio:

Complementa o teu estudo da faculdade com o companheiro de estudo tudo-em-um da Lecturio, através de métodos de ensino baseados em evidência.

User Reviews

¡Hola!

Esta página está disponible en Español.

🍪 Lecturio is using cookies to improve your user experience. By continuing use of our service you agree upon our Data Privacy Statement.

Details