Achieve Mastery of Medical Concepts

Study for medical school and boards with Lecturio

Mamas: Anatomia

As mamas são um órgão par localizado na parede torácica anterior e consistem em glândulas mamárias circundadas por tecido conjuntivo. As glândulas mamárias são glândulas sudoríparas apócrinas modificadas com um arranjo em lóbulos e ductos que produzem leite, que serve como alimento para os bebés. Nos homens, as mamas são rudimentares e geralmente não funcionam. A forma e o tamanho das mamas mudam durante a vida e os ciclos menstruais de uma mulher. As mamas são supridas pelas artérias axilar, torácica interna e intercostal e são inervadas por ramos do plexo cervical.

Última atualização: 17 May, 2022

Responsibilidade editorial: Stanley Oiseth, Lindsay Jones, Evelin Maza

Anatomia Macroscópica da Mama

As mamas são órgãos pares na parede torácica anterior e são compostas por glândulas sudoríparas apócrinas modificadas dispostas em lóbulos e ductos.

Localização e estrutura

Localização:

  • Parede torácica anterior
  • Externas à fáscia profunda e aos músculos peitorais
  • Ao nível das costelas 2-6, do esterno à linha axilar média, com o mamilo no 4º espaço intercostal

Estrutura:

  • Emparelhadas, em forma de lágrima e de tamanho variável
  • Cada uma composta por uma glândula mamária circundada por tecido conjuntivo
  • Componentes de interno para externo:
    • Glândula mamária: glândula sudorípara apócrina modificada disposta em lóbulos e ductos
    • Tecido adiposo: 80% da mama em mulheres que não amamentam
    • Complexo mamilo-areolar: os ductos glandulares (galactóforos) convergem e abrem-se para a pele na papila mamária (mamilo), circundada pela aréola (área circular de pigmentação mais escura), que contém glândulas sebáceas de Montgomery para lubrificar e proteger o mamilo durante a amamentação.
  • Ligamentos e estruturas de suporte:
    • Fáscia peitoral profunda: fixação da mama ao músculo peitoral maior. O espaço entre a mama e o músculo é o espaço retromamário.
    • Ligamentos suspensores da mama (ligamentos de Cooper): localizam-se entre a fáscia peitoral e a pele, entre os lóbulos secretores
Esquema normal da anatomia da mama

Visão lateral da mama, com destaque para:
1: Parede torácica
2: Musculatura peitoral
3: Lóbulos
4: Superfície do mamilo
5: Aréola
6: Ductos galactóforos
7: Tecido adiposo
8: Pele

Imagem : “Breast normal anatomy cross-section” por Patrick J. Lynch. Licença: CC BY 3.0

Desenvolvimento

  • Começa como um espessamento da parede torácica, levando à crista mamária ou linha mamária
  • Os mamilos e o sistema de ductos mamários estão presentes no nascimento.
  • O desenvolvimento posterior durante a puberdade acontece sob a influência das hormonas sexuais femininas.
  • O tamanho dos seios aumenta durante a gravidez e diminui após a menopausa

Vídeos recomendados

Anatomia Microscópica da Glândula Mamária

A glândula mamária é composta por glândulas sudoríparas apócrinas modificadas divididas em lóbulos, que chegam ao mamilo através dos ductos galactóforos. Os ductos são compostos por epitélio circundado por células mioepiteliais.

  • Glândula mamária: glândula sudorípara apócrina modificada produtora de leite que consiste em 15-20 lobos, divididos em lóbulos conectados ao mamilo por ductos galactóforos:
    • Lóbulos:
      • Glândulas produtoras de leite
      • Composto por alvéolos revestidos por epitélio cúbico circundado por células mioepiteliais contráteis
    • Ductos galactóforos:
      • Passagem dos alvéolos para o mamilo
      • A dilatação nas extremidades (seios galactóforos) funciona como reservatório de leite.
    • Estroma: tecido adiposo e ligamentos suspensores circundam e separam os lóbulos e os ductos.
  • Sistema ductal: epitélio circundado por células mioepiteliais
    • Lóbulo → ductos terminais ou galactóforos → ductos principais → ductos terminais → seios galactóforos (reservatórios de leite) → abrem no mamilo
  • A prolactina, as progesteronas e os estrogénios estimulam a proliferação e o crescimento das unidades secretoras da mama.

Neurovasculatura

O suprimento arterial da mama é feito por ramos das artérias subclávia, axilar e intercostal com drenagem venosa para as veias subclávia, axilar e ázigos. A inervação é por ramos do 2º ao 6º nervos intercostais, com aporte hormonal via prolactina.

Suprimento linfovascular

  • Vascularização arterial:
    • Mama medial: artéria torácica interna, que é um ramo da artéria subclávia
    • Mama lateral:
      • Ramos torácicos laterais/abdominais da artéria axilar
      • Ramos mamários das artérias intercostais
  • Drenagem venosa:
    • Acompanha as artérias mencionadas
    • Drenam para as veias subclávia, axilar e ázigos
  • Drenagem linfática: linfa dos lóbulos mamários, do mamilo e da aréola → plexo linfático subareolar:
    • 75% → gânglios linfáticos peitorais → gânglios linfáticos axilares → troncos linfáticos subclávios; via importante para disseminação metastática de carcinomas da mama
    • 20% → gânglios linfáticos paraesternais → troncos broncomediastinais
    • 5% → gânglios linfáticos intercostais → troncos linfáticos torácicos ou broncomediastinais

Inervação

  • Fibras sensoriais e simpáticas: nervos supraclaviculares (plexo cervical) e ramos do 2º ao 6º nervos intercostais
  • Lactação: estimulada pela prolactina

Relevância Clínica

  • Mamografia: permite a deteção precoce do cancro da mama ou lesões pré-cancerígenas antes que se transformem em cancro da mama invasivo. Recomenda-se iniciar a mamografia anual de rotina após os 40 anos.
  • Alterações fibroquísticas: alterações benignas que mimetizam mas que não atingem o limiar para serem consideradas doenças malignas da mama. As alterações fibroquísticas são aquelas que podem ser observadas mesmo no tecido mamário normal.
  • Mastite: inflamação do tecido da glândula mamária, que pode ser lactacional ou não lactacional. Os indivíduos apresentarão calor e dor na área inflamada. O tratamento de primeira linha consiste em antibióticos beta-lactâmicos, como a dicloxacilina.
  • Necrose gorda: situação benigna. A necrose gorda pode ocorrer em qualquer parte da mama e pode afetar mulheres de qualquer idade. Esta condição é caracterizada por um nódulo firme e redondo, que geralmente é indolor, mas pode apresentar desconforto ou dor.
  • Ginecomastia: aumento benigno das mamas em homens devido à proliferação glandular, conferindo às mamas uma textura característica de borracha. A ginecomastia pode ser causada por fármacos que elevam os níveis de estrogénio, como a cimetidina.
  • Fibroadenoma: massas mamárias benignas que geralmente são móveis à palpação. Os fibroadenomas são identificados frequentemente em mulheres jovens e representam um desafio diagnóstico para os cirurgiões. Os fibroadenomas normalmente não se transformam em cancro da mama, por isso é seguro apenas vigiar estas massas.
  • Cancro da mama: O cancro da mama é um tumor maligno da glândula mamária. O ponto de origem pode ser os ductos ou os lóbulos da glândula mamária, levando ao carcinoma ductal e ao carcinoma lobular, respetivamente. O cancro da mama é tratado com excisão cirúrgica +/– radioterapia e quimioterapia.
  • Corrimento mamilar: Em mulheres não lactantes, o corrimento mamilar pode ser classificado como galactorreia ou secreção mamilar não leitosa. A galactorreia geralmente é causada por distúrbios endócrinos ou fármacos, enquanto a secreção mamilar não leitosa geralmente está ligada a tumores benignos.

Referências

  1. Vinay, K., Abbas, A., Aster, J. (2020). Robbins & Cotran Pathologic Basis of Disease, 10th ed. Elsevier.
  2. Sabel, M. S. Overview of benign breast disease. UpToDate. Retrieved September 28, 2021, from: https://www.uptodate.com/contents/overview-of-benign-breast-disease#H14
  3. Rohan, T. E., Miller, A. B. (1999). A cohort study of cigarette smoking and risk of fibroadenoma. Journal of Epidemiology and Biostatistics 4:297–302.
  4. Sabel, M. S. (2020). Overview of benign breast disease. UptoDate. Retrieved September 28, 2021, from https://www.uptodate.com/contents/overview-of-benign-breast-disease
  5. Sabel, M. S. (2020). Clinical manifestations, differential diagnosis, and clinical evaluation of a palpable breast mass. UpToDate. Retrieved September 28, 2021, from https://www.uptodate.com/contents/clinical-manifestations-differential-diagnosis-and-clinical-evaluation-of-a-palpable-breast-mass
  6. Laronga, C., Tollin, S., Mooney, B. (2019). Breast cysts: clinical manifestations, diagnosis, and management. UpToDate. Retrieved September 28, 2021, from https://www.uptodate.com/contents/breast-cysts-clinical-manifestations-diagnosis-and-management
  7. Beckmann, C. R. B., Ling, F. W., et al. (Eds.). Obstetrics and Gynecology, 6th ed., Wolters Kluwer, pp. 283–294.
  8. Lester, S. C. (2005). The breast. In Kumar, V., Abbas, A.K., & Fausto, N. (Eds). Robbins and Cotran Pathologic Basis of Disease, 7th ed., Elsevier, pp. 1126–1128.
  9. Pearlman, M.D., Griffin, J.L. (2010). Benign breast disease. Obstet Gynecol 116, pp. 747–758.
  10. Golshan, M. (2020). Breast pain. UpToDate. Retrieved September 28, 2021, from https://www.uptodate.com/contents/breast-pain
  11. Kosir, M.A. (2020). Breast masses (breast lumps). MSD Manual Professional Version. Retrieved September 28, 2021, from https://www.merckmanuals.com/professional/gynecology-and-obstetrics/breast-disorders/breast-masses-breast-lumps

USMLE™ is a joint program of the Federation of State Medical Boards (FSMB®) and National Board of Medical Examiners (NBME®). MCAT is a registered trademark of the Association of American Medical Colleges (AAMC). NCLEX®, NCLEX-RN®, and NCLEX-PN® are registered trademarks of the National Council of State Boards of Nursing, Inc (NCSBN®). None of the trademark holders are endorsed by nor affiliated with Lecturio.

Estuda onde quiseres

A Lecturio Medical complementa o teu estudo através de métodos de ensino baseados em evidência, vídeos de palestras, perguntas e muito mais – tudo combinado num só lugar e fácil de usar.

Aprende mais com a Lecturio:

Complementa o teu estudo da faculdade com o companheiro de estudo tudo-em-um da Lecturio, através de métodos de ensino baseados em evidência.

User Reviews

¡Hola!

Esta página está disponible en Español.

🍪 Lecturio is using cookies to improve your user experience. By continuing use of our service you agree upon our Data Privacy Statement.

Details