Doença de Bowen e Eritroplasia de Queyrat

A doença de Bowen e a eritroplasia de Queyrat são duas entidades relacionadas que descrevem o carcinoma espinocelular (CEC) in situ da pele. A doença de Bowen geralmente apresenta-se em áreas expostas ao sol (por exemplo, face e antebraços) como uma lesão cutânea vermelha e escamosa. A lesão também pode ocorrer noutras áreas. A região genital, particularmente o corpo do pénis, também é afetada. Quando a glande do pénis está envolvida, a lesão é denominada por eritroplasia de Queyrat, e os homens não circuncisados são indivíduos de alto risco. Ambas as lesões genitais têm a infeção por HPV como fator de risco. Os achados patológicos mostram atipia de espessura total sem invasão da membrana basal. Ambas as entidades podem evoluir para CEC invasivo. Assim, deve fazer-se destruição local via excisão cirúrgica ou quimioterapia tópica.

Última atualização: Jun 13, 2022

Responsibilidade editorial: Stanley Oiseth, Lindsay Jones, Evelin Maza

Doença de Bowen

  • Carcinoma espinocelular (CEC) in situ que afeta qualquer área do corpo:
    • Representa uma neoplasia da pele fina que está localizada na epiderme
    • 3%–5% casos evoluem para CEC invasivo.
  • A incidência anual entre indivíduos leucodérmicos é de 14,9 casos por 100.000.
  • Fatores de risco:
    • Exposição solar
    • Imunossupressão
    • Pele clara
    • Tabagismo
    • Exposição ao arsénico
    • Infeção por HPV (tipo 16 é o mais comum)
  • Apresentação clínica:
    • Placa eritematosa, escamosa e bem demarcada
    • +/- Ulcerações
    • +/- Crosta
    • Áreas expostas ao sol (por exemplo, rosto, pescoço e antebraços)
    • Pode afetar a região genital (por exemplo, corpo peniano)
    • Cresce lentamente, mas pode apresentar-se como CEC invasivo
    • Geralmente assintomática
  • Diagnóstico:
    • Biópsia de pele: teste gold-standard
    • Patologia:
      • Mostra atipia de espessura total sem invasão da membrana basal
      • Grandes núcleos hipercromáticos com numerosas mitoses
  • Tratamento:
    • Excisão local
    • Cremes quimioterápicos tópicos:
      • Fluorouracilo
      • Imiquimod

Eritroplasia de Queyrat

  • CEC in situ (doença de Bowen) da glande do pénis
  • A incidência é < 1 por 100.000 homens.
  • Fatores de risco:
    • Ausência de circuncisão
    • Irritação crónica (por exemplo, urina)
    • Infeção por HPV: especificamente subtipos 16 e 18 de HPV de alto risco
    • Tabagismo
    • Imunossupressão
  • Apresentação clínica:
    • Placa aveludada vermelha e bem definida sobre a glande ou o prepúcio
    • +/- Ulceração
    • +/- Hemorragia
    • +/- Prurido
  • Diagnóstico: biópsia de pele (semelhante à doença de Bowen)
  • Tratamento:
    • Excisão local
    • Cremes quimioterápicos tópicos:
      • Fluorouracilo
      • Imiquimod
Eritroplasia de queyrat

Eritroplasia de Queyrat

Imagem : “Figure 1” de João Roberto Antônio et al. Licença: Domínio Público

Diagnóstico Diferencial

  • Carcinoma espinocelular (CEC) da pele: a 2ª neoplasia maligna de pele mais comum, causada pela proliferação maligna de queratinócitos atípicos. Esta doença geralmente afeta áreas expostas ao sol de indivúduos de pele clara. A neoplasia apresenta-se como uma placa ou pápula firme, eritematosa e queratótica. O exame histopatológico faz o diagnóstico. A excisão cirúrgica é a base do tratamento.
  • Cancro do pénis: lesões malignas do pénis surgem do epitélio escamoso da glande, do prepúcio ou do corpo peniano. O subtipo histológico mais comum é o CEC. Tanto a doença de Bowen quanto a eritroplasia de Queyrat são consideradas neoplasias de pele fina e não invasivas, mas estas doenças podem progredir para CEC invasivo. Os homens não circuncisados estão em maior risco, juntamente com aqueles com infeção por HPV. O diagnóstico é uma combinação de achados clínicos e de biópsia de tecido. A abordagem do tratamento depende do estádio do cancro e pode incluir terapia tópica local e cirurgia/radioterapia/quimioterapia multimodal.
  • Papulose bowenoide: uma doença sexualmente transmissível induzida pela infeção por HPV, que facilita a transformação neoplásica dos queratinócitos. Na biópsia de pele, a papulose bowenoide manifesta-se como displasia de baixo grau. As características de apresentação incluem pápulas genitais de cor vermelha a castanha que geralmente são assintomáticas. A maioria dos casos resolve-se espontaneamente. As lesões devem ser acompanhadas devido ao risco de transformação em CEC invasivo. A criocirurgia, a excisão ou a terapia tópica podem ser usadas para a papulose bowenoide persistente.

Referências

  1. Bolognia, JL, Schaffer, JV, Cerroni, L. (2018). Actinic Keratosis, Basal Cell Carcinoma, and Squamous Cell Carcinoma. Dermatology, 4e. Edinburgh Elsevier.
  2. Curti, BD, Leachman, S, Urba, WJ. (2018). Cancer of the skin. In Jameson, J, et al. (Eds.). Harrison’s Principles of Internal Medicine, 20e. McGraw-Hill.
  3. Porten, SP, Presti, Jr., J.C. (2020). Genital tumors. In McAninch, JW, Lue, TF (Eds.). Smith & Tanagho’s General Urology, 19e. McGraw-Hill.

USMLE™ is a joint program of the Federation of State Medical Boards (FSMB®) and National Board of Medical Examiners (NBME®). MCAT is a registered trademark of the Association of American Medical Colleges (AAMC). NCLEX®, NCLEX-RN®, and NCLEX-PN® are registered trademarks of the National Council of State Boards of Nursing, Inc (NCSBN®). None of the trademark holders are endorsed by nor affiliated with Lecturio.

Aprende mais com a Lecturio:

Complementa o teu estudo da faculdade com o companheiro de estudo tudo-em-um da Lecturio, através de métodos de ensino baseados em evidência.

Estuda onde quiseres

A Lecturio Medical complementa o teu estudo através de métodos de ensino baseados em evidência, vídeos de palestras, perguntas e muito mais – tudo combinado num só lugar e fácil de usar.

User Reviews

¡Hola!

Esta página está disponible en Español.

Details