Achieve Mastery of Medical Concepts

Study for medical school and boards with Lecturio

Deficiência de Glicose-6-fosfato Desidrogenase (G6PD)

A deficiência de glicose-6-fosfato desidrogenase (G6PD) é um tipo de anemia hemolítica intravascular. A condição é hereditária de forma recessiva ligada ao X. Os pacientes apresentam hemólise episódica devido a um stressor oxidativo que causa danos aos glóbulos vermelhos (GV), que carecem de NADPH suficiente para protegê-los do dano oxidativo.

Última atualização: Jul 8, 2022

Responsibilidade editorial: Stanley Oiseth, Lindsay Jones, Evelin Maza

Epidemiologia e Etiologia

Epidemiologia

  • A deficiência de glicose-6-fosfato desidrogenase (G6PD) é o distúrbio enzimático genético mais comum em humanos.
  • Encontrado em regiões endémicas de malária (dado que oferece resistência relativa à infeção por Plasmodium falciparum ): países mediterrâneos, África, Médio oriente
  • Apresenta-se exclusivamente em homens, pois é autossómico recessivo ligado ao X
  • As mulheres podem ser portadoras silenciosas.

Etiologia

  • Mutação na região codificadora do gene G6PD
  • Uma única mudança de base de nucleotídeo resulta na substituição de um único aminoácido na enzima
  • Quase 200 mutações diferentes são conhecidas.
  • A mutação diminui a semi-vida da enzima.
  • A deficiência de G6PD resulta num defeito do shunt da pentose fosfato durante a glicólise.
  • A hereditariedade é recessiva ligada ao X (banda Xq28).
Ilustração da banda g6pd xq28

A deficiência de G6PD é um distúrbio ligado ao X encontrado na banda Xq28.

Imagem por Lecturio.

Fisiopatologia

  • G6PD é a enzima limitante na via da pentose fosfato.
  • A enzima G6PD é responsável por:
    • Oxidação de glicose-6-fosfato
    • Redução de fosfato de dinucleotídeo de nicotinamida adenina (NADP +) para NADPH
  • O NADPH mantém a glutationa na sua forma reduzida.
  • A glutationa reduzida é necessária para neutralizar os metabólitos oxidativos.
  • Nos GV, esta é a única via que produz NADPH.
  • Assim, a falta de G6PD resulta em deficiência de NADPH e aumento do dano oxidativo.
  • Os stressores oxidativos podem desnaturar a hemoglobina e causar hemólise intravascular.
  • A hemólise extravascular seria devido à depuração esplênica dos eritrócitos deformados.
Tabela: Stressores oxidativos comuns
Fármacos Alimentos Outros
  • Sulfas (trimetoprim / sulfametoxazol[TMP/SMX] )
  • Quinolonas
  • Nitrofurantoína
  • Aspirina / anti-inflamatórios não esteróides (AINEs)
  • Azul de metileno
  • Favas
  • Corante alimentar azul
  • Qualquer infeção (mais comum)
  • Naftaleno (naftalina)
  • Cetoacidose diabética
Glucose-6-phosphate dehydrogenase (g6pd) deficiency

Fisiopatologia da deficiência de glucose-6-fosfato desidrogenase:
A via das pentoses fosfato contém 2 fases: oxidativa e não oxidativa. A via oxidativa produz NADPH, que é necessário para a redução da glutationa nos eritrócitos (que é necessária para neutralizar os metabolitos oxidativos). A 1ª etapa da via oxidativa é catalisada pela glucose-6-fosfato desidrogenase (G6PD). Sem esta enzima, o NADPH não é produzido. Assim, os eritrócitos não são protegidos dos fatores de stress oxidativo, resultando em danos e hemólise.
GSH: glutationa reduzida
GSSG: glutationa oxidada

Imagem por Lecturio.

Apresentação Clínica

  • História de um trigger para o stresse oxidativo
  • Sinais e sintomas episódicos de anemia hemolítica intravascular:
    • Palidez
    • Dispneia
    • Fadiga
    • Taquicardia
    • Sopro de fluxo (melhor ouvido nos bordos superiores do esterno)
    • Icterícia
    • Hemoglobinúria (urina cor de coca-cola), hematúria
    • Recém-nascidos (homens): icterícia / icterícia patológica prolongada
Amostra urinária com hematúria

Amostra urinária com hematúria

Imagem: “hematuria” de omicsonline.org. Licença: CC BY 4.0

Diagnóstico

Suspeita-se de deficiência de glicose-6-fosfato desidrogenase em casos de sintomas hemolíticos episódicos. O exame de diagnóstico deve incluir o seguinte:

  • Hemograma completo
    • ↓ Hb
    • ↑ Reticulócitos
    • ↑ Lactato desidrogenase (LDH)
    • ↓ Haptoglobina
    • ↑ Bilirrubina
  • Esfregaço de sangue periférico
    • Corpos de Heinz (visíveis com manchas supravitais, como o azul de metileno ou violeta cristal, mas não com corantes Romanowsky de rotina; raramente realizados hoje)
    • Células mordidas, indicando dano na membrana dos GV
  • Teste Beutler
    • Feito 2-3 semanas após um episódio agudo (que elimina as células mais antigas e deficientes em G6PD, então um período de tempo é permitido para avaliar os níveis basais)
    • Quantifica os níveis de NADPH / G6PD

Tratamento

  • Prevenção: evite os stressores oxidativos (infeções, medicamentos, consumo de favas)
  • Durante a hemólise:
    • Se Hb <9 com hemólise: transfusão de sangue
    • Icterícia neonatal: fototerapia ou transfusão
  • A esplenectomia deve ser considerada em casos raros de anemia hemolítica crónica.

Diagnóstico Diferencial

  • Anemias hemolíticas hereditárias:
    • Outras deficiências enzimáticas (por exemplo, piruvato quinase)
    • Hemoglobinopatias (por exemplo, anemia falciforme, talassemia)
    • Defeitos de membrana / citoesqueleto do GV (por exemplo, esferocitose hereditária)
  • Anemias hemolíticas adquiridas: podem ter etiologia imune ou não imune

Referências

  1. Luzzatto L. Glucose 6-phosphate deficiency. (2018). In Jameson JL, et al. (Ed.), Harrison’s Principles of Internal Medicine (20th ed. Vol 1, pp 714-717). New York, NY: McGraw-Hill.
  2. Glader, B. (2019). Genetics and pathophysiology of glucose-6-phosphate dehydrogenase (G6PD) deficiency. UpToDate. Retrieved September 1, 2020, from https://www.uptodate.com/contents/genetics-and-pathophysiology-of-glucose-6-phosphate-dehydrogenase-g6pd-deficiency?sectionName=Classification%20of%20G6PD%20variants&topicRef=7111&anchor=H5&source=see_link#H22470651
  3. Glader, B. (2020). Diagnosis and management of glucose-6-phosphate dehydrogenase (G6PD) deficiency. UpToDate. Retrieved September 2, 2020, from https://www.uptodate.com/contents/diagnosis-and-management-of-glucose-6-phosphate-dehydrogenase-g6pd-deficiency

USMLE™ is a joint program of the Federation of State Medical Boards (FSMB®) and National Board of Medical Examiners (NBME®). MCAT is a registered trademark of the Association of American Medical Colleges (AAMC). NCLEX®, NCLEX-RN®, and NCLEX-PN® are registered trademarks of the National Council of State Boards of Nursing, Inc (NCSBN®). None of the trademark holders are endorsed by nor affiliated with Lecturio.

Aprende mais com a Lecturio:

Complementa o teu estudo da faculdade com o companheiro de estudo tudo-em-um da Lecturio, através de métodos de ensino baseados em evidência.

Estuda onde quiseres

A Lecturio Medical complementa o teu estudo através de métodos de ensino baseados em evidência, vídeos de palestras, perguntas e muito mais – tudo combinado num só lugar e fácil de usar.

User Reviews

¡Hola!

Esta página está disponible en Español.

Details