Domina os Conceitos Médicos

Estuda para o curso e exames de Medicina com a Lecturio

Ciclo Menstrual

O ciclo menstrual é o padrão cíclico de atividade hormonal e tecidual que prepara o ambiente uterino adequado para a fertilização e implantação do óvulo. O ciclo menstrual envolve um ciclo endometrial e ovárico, dependentes um do outro para um funcionamento adequado. Existem 2 fases do ciclo ovárico (folicular e luteínica) e 3 fases do ciclo endometrial (descamação ou menstruação, proliferativa e secretora). O ciclo menstrual é regulado pelo eixo hipotálamo-hipófise-ovários através da hormona folículo-estimulante (FSH) e hormona luteinizante (LH). O primeiro ciclo menstrual de uma mulher chama-se menarca, e os ciclos continuam até a menopausa.

Última atualização: 23 Jun, 2022

Responsibilidade editorial: Stanley Oiseth, Lindsay Jones, Evelin Maza

Descrição Geral

Terminologia

  • Menarca: 1ª menstruação
  • Menstruação: o momento da menstruação
  • Perimenopausa: intervalo com irregularidades menstruais que levam à cessação total dos ciclos
  • Menopausa: interrupção da menstruação durante 12 meses ou mais

Fases

O ciclo menstrual é dividido em 2 fases: ovárica e endometrial.

  • O ciclo menstrual adulto médio é de 28 a 35 dias.
  • Os intervalos nos ciclos geralmente permanecem consistentes até a perimenopausa, quando as fases foliculares se tornam mais curtas e mais frequentes.

Fases ováricas:

  • Fase folicular
    • Do início da menstruação (dia 1) até o dia anterior ao aumento doa hormona luteinizante (LH), levando à ovulação
    • Duração: 14 a 21 dias
  • Fase luteínica
    • Desde o dia do pico de LH até o início da menstruação seguinte
    • Duração: 15 dias

Fases endometriais:

  • Descamação: descamação do revestimento endometrial (menstruação)
  • Fase proliferativa: proliferação endometrial com glândulas tubulares retas
  • Fase secretora: preparação das artérias espiraladas e glândulas endometriais para potencial gravidez

Ciclo Ovárico

Ciclo ovariano

Gráfico com as alterações nas concentrações de gonadotrofinas e estrogénios ao longo do ciclo menstrual: Observe o aumento repentino de estradiol, LH e hormona folículo-estimulante (FSH) por volta do dia 14 (ovulação) e o aumento da progesterona durante a fase luteínica, antecipando a fertilização e implantação do óvulo.

Imagem por Lecturio.

Fase folicular

A fase folicular dos ovários coincide com a menstruação e a fase proliferativa do endométrio.

  • Durante os dias 1-14 (até o dia 21) do ciclo menstrual
  • Principalmente sob o controlo da FSH
  • A hormona libertadora de gonadotrofinas (GnRH) é secretada pelo hipotálamo → estimula a secreção de FSH pela hipófise anterior → estimula os folículos primários do ovário a começarem a desenvolver-se
    • Os folículos primários em maturação produzem (através das células da granulosa e da teca):
      • Inibina A → inibe a libertação de FSH da hipófise anterior (por feedback negativo)
      • Estradiol → estimula o desenvolvimento do endométrio
  • Folículos ováricos primários desenvolvem-se devido ao ↑ FSH
  • O folículo dominante continua a desenvolver-se e a secretar estradiol, enquanto os restantes sofrem atresia.
  • ↑ de estradiol pelos folículos dominantes faz com que o ovário fique mais sensível à FSH
  • A hipófise anterior secreta uma explosão ou “surto” luteínico → desencadeia a ovulação aproximadamente 12 horas depois
    • Durante a ovulação, um oócito maduro é libertado do folículo dominante.
    • O pico de LH termina a fase folicular.
Estágios de maturação do folículo ovariano

Estadios de maturação de um folículo ovárico

Imagem por Lecturio.

Fase luteínica

A fase luteínica dos ovários coincide com a fase secretora do endométrio.

  • Ocorre tipicamente durante os dias 15 a 28 do ciclo menstrual, quando o oócito é libertado.
  • O corpo lúteo/amarelo do oócito maduro produz progesterona.
    • O feedback da progesterona inibe a secreção de LH pela hipófise anterior.
    • Se não ocorrer conceção, os níveis de LH continuam a ↓ e o corpo lúteo regride para corpo albicans.
    • Se ocorrer gravidez, a secreção de gonadotrofina coriónica humana (hCG) mantém o corpo lúteo e permite que continue a sua função secretora.
  • O oócito migra para as fímbrias da trompa de Falópio (pode demorar 3 dias).
  • É nesta fase que existe potencial de fertilização pelos espermatozóides
Estrutura do folículo ovárico primário

Estrutura de um folículo ovárico terciário (antral)

Imagem por Lecturio.

Ciclo Endometrial

Existem 3 fases do ciclo endometrial:

  1. Descamação ou menstruação
  2. Fase proliferativa
  3. Fase secretora
Correlação entre o ciclo ovariano e o ciclo endometrial

Um diagrama da correlação entre o ciclo ovárico e o ciclo endometrial

Imagem por Lecturio.

Menstruação

O primeiro dia de hemorragia menstrual marca o início do ciclo seguinte.

  • Coincide com o dia 1 da fase folicular
  • Se não houver conceção, o corpo lúteo degenera e os níveis de progesterona diminuem → provoca descamação da camada funcional do endométrio (menstruação)
    • Artérias espiraladas contraem-se.
    • Ocorre apoptose das células do endométrio.
    • As contrações uterinas descamam e expulsão o endométrio.
  • O oócito é perdido na hemorragia menstrual.

Fase proliferativa

  • Fase proliferativa (dias 4 14) → criação de um novo endométrio para o novo ciclo
  • Os folículos em crescimento produzem estrogénio → células da granulosa secretam aromatase → converte andrógenos em estrogénios → estimula a proliferação endometrial
  • Ocorre proliferação endometrial com glândulas tubulares retas

Fase secretora

  • Começa entre os dias 13 e 15 do ciclo menstrual (mais tarde em algumas mulheres)
  • Preparação das artérias espiraladas e glândulas endometriais para uma potencial implantação de um embrião
    • Desencadeada pela libertação de estradiol e progesterona
    • Aumento da tortuosidade das glândulas endometriais
    • Secreções ricas em glicogénio
    • Células estromais edematosas
  • As artérias espiraladas uterinas estendem-se em todo o comprimento do endométrio.
  • A ovulação depende do pico de LH.
  • Se não houver gravidez, os níveis de progesterona diminuem → induzindo apoptose da camada funcional do endométrio, levando à menstruação

Regulação do Ciclo Menstrual

O ciclo menstrual é regulado pelo eixo hipotálamo-hipófise-ovários.

Hipotálamo

  • Secreta GnRH → estimula os gonadotrofos da hipófise anterior

Hipófise anterior

  • Estimulada pela GnRH → secreta FSH e LH
  • FSH e LH → estimulam os ovários

Ovários:

  • Estrogénios:
    • O estradiol é o mais notável.
    • Secretado pelas células da granulosa dos folículos ováricos→ estimulado pela FSH
    • Inibição por feedback negativo no hipotálamo e na hipófise até metade do ciclo, quando o feedback se torna positivo
  • Progestinas:
    • A progesterona é a mais notável.
    • Secretada pelas células da teca e células da granulosa do corpo lúteo (estimulado pela LH)
    • Efeitos da progesterona durante a gravidez:
      • Mama:
        • ↑ desenvolvimento lobular
        • Inibição da produção de leite
      • Órgãos reprodutores:
        • ↓ crescimento endometrial
        • ↑ secreções endometriais (↑ espessura das secreções)
      • ↑ temperatura corporal
  • Ativinas:
    • Secretadas pelas células granulosas dos folículos ováricos (estimuladas pela FSH)
    • Fornece feedback positivo aos gonadotrofos
  • Inibinas:
    • Secretadas pelas células granulosas dos folículos ováricos (estimuladas pela FSH)
    • Fornece feedback negativo aos gonadotrofos
Eixo hipotálamo-hipófise-ovário

Respostas de feedback positivo e negativo do eixo hipotálamo-hipófise-ovários. Observe que os estrogénios e as progestinas têm efeitos de feedback positivo e negativo no hipotálamo e na hipófise, dependendo da fase do ciclo. Os estrogénios provocam feedback negativo até meio do ciclo, quando se torna positivo e fornece sensibilização para os gonadotrofos logo antes do pico de LH.

Imagem por Lecturio.

Relevância Clínica

Gravidez: período de tempo de desenvolvimento de um feto no útero. Quando o oócito é fertilizado por um espermatozóide e o embrião em desenvolvimento se implanta no endométrio, o ciclo menstrual é interrompido para evitar a descamação e expulsão do revestimento uterino e do embrião através das contrações uterinas. A gravidez dura 40 semanas e cria um estado fisiológico para suportar uma gestação fetal.

As seguintes condições estão relacionadas com anormalidades do ciclo menstrual:

  • Amenorreia: ausência de menstruação. Pode ser devido a causas hipotalâmicas, hipofisárias, ováricas, uterinas ou vaginais. A amenorreia pode ser primária (ausência de menarca aos 15 anos) ou secundária (ausência de menstruação por mais de 3 ciclos ou 6 meses em meninas e mulheres com ciclos previamente normais).
  • Menorreia: fluxo menstrual normal com intervalos menstruais regulares
  • Menorragia: intervalos menstruais regulares com fluxo menstrual excessivo (> 80ml durante > 7 dias)
  • Metrorragia: hemorragia uterina irregular entre os períodos menstruais ou em intervalos irregulares
  • Menometrorragia: uma combinação de menorragia e metrorragia. Trata-se de um fluxo menstrual intenso (> 80ml durante > 7 dias) associado a menstruação com intervalos irregulares
  • Dismenorreia: dor abdominal recorrente associada à menstruação; pode ser de natureza primária ou secundária
  • Oligomenorreia: intervalo menstrual > 35 dias
  • Polimenorreia: intervalo menstrual < 21 dias
  • Hiperplasia endometrial: ocorre quando o endométrio recebe estimulação prolongada pelos estrogénios para proliferar. Apresenta-se como hemorragia uterina anormal. As mulheres que sofrem de hiperplasia endometrial têm maior risco de desenvolver displasia e cancro do endométrio.

USMLE™ is a joint program of the Federation of State Medical Boards (FSMB®) and National Board of Medical Examiners (NBME®). MCAT is a registered trademark of the Association of American Medical Colleges (AAMC). NCLEX®, NCLEX-RN®, and NCLEX-PN® are registered trademarks of the National Council of State Boards of Nursing, Inc (NCSBN®). None of the trademark holders are endorsed by nor affiliated with Lecturio.

Estuda onde quiseres

A Lecturio Medical complementa o teu estudo através de métodos de ensino baseados em evidência, vídeos de palestras, perguntas e muito mais – tudo combinado num só lugar e fácil de usar.

Aprende mais com a Lecturio:

Complementa o teu estudo da faculdade com o companheiro de estudo tudo-em-um da Lecturio, através de métodos de ensino baseados em evidência.

User Reviews

¡Hola!

Esta página está disponible en Español.

🍪 Lecturio is using cookies to improve your user experience. By continuing use of our service you agree upon our Data Privacy Statement.

Details