Achieve Mastery of Medical Concepts

Study for medical school and boards with Lecturio

Doença de Osgood-Schlatter

A doença de Osgood-Schlatter, ou apofisite da tuberosidade tibial, é uma doença ortopédica comum observada em crianças entre os 10 e os 15 anos. A doença é causada pela aplicação repetitiva de forças mecânicas no joelho, levando a microtraumatismos no centro de ossificação no local de inserção distal do ligamento rotuliano. Os pacientes apresentam dor localizada no joelho, dor e edema na tíbia proximal anterior. O diagnóstico é clínico e o tratamento é focado no alívio sintomático. A doença de Osgood-Schlatter é uma doença autolimitada que se resolve com a maturidade esquelética.

Última atualização: Apr 11, 2022

Responsibilidade editorial: Stanley Oiseth, Lindsay Jones, Evelin Maza

Descrição Geral

Definição

A doença de Osgood-Schlatter é uma apofisite, uma lesão de tração dolorosa, da cartilagem e do osso da tuberosidade tibial anterior, proximal, onde a porção distal do tendão rotuliano se insere.

Doença de osgood-shlatter

Doença de Osgood-Schlatter: inflamação dolorosa da tuberosidade tibial causada por tração repetitiva pelo tendão rotuliano devido a esforço repetitivo, como correr ou saltar.

Imagem por Lecturio.

Epidemiologia

  • Ocorre em crianças de 10-14 anos de idade:
    • Rapazes: 12-14 anos
    • Raparigas: 10-13 anos
  • Mais comum em adolescentes que praticam desportos que envolvem corrida ou salto (por exemplo, futebol, rugby, basquete, vólei, corrida de velocidade, ginástica, patinagem artística e ballet)
  • Mais comum em rapazes do que em raparigas
  • Normalmente ocorre durante os períodos de crescimento relativo acelerado
  • Bilateral em 25%–50% dos casos

Fisiopatologia

A doença de Osgood-Schlatter ocorre devido a lesão por uso excessivo.

  • As forças mecânicas aplicadas no joelho, especialmente durante a corrida e os saltos, causam microtraumatismos no tendão rotuliano.
  • O microtraumatismo repetitivo leva a pequenas avulsões crónicas do tendão rotuliano no ponto de inserção no tubérculo tibial.
  • Seguem-se edema e ossificação distal do tendão rotuliano no ponto de inserção na tíbia.

Apresentação Clínica

A doença de Osgood-Schlatter normalmente apresenta-se durante o início da adolescência com, principalmente, queixas de dor no joelho.

  • Dor no joelho:
    • Normalmente refere-se exclusivamente à tuberosidade tibial.
    • Crónica, com duração de semanas ou meses
    • Sem história de eventos traumáticos que marquem o início dos sintomas
    • Agravada pela atividade, especialmente com saltos
  • Achados ao exame objetivo:
    • Edema ou aumento da proeminência da tuberosidade tibial
    • Dor à palpação na área edemaciada
    • Dor ao levantar-se da posição de cócoras ou ao estender o joelho contra resistência
    • Os achados podem ser unilaterais ou bilaterais

Diagnóstico

  • Geralmente o exame clínico é suficiente para diagnosticar esta doença.
  • Pode fazer-se raio-X para excluir outros diagnósticos:
    • Tumor
    • Avulsão aguda
    • Osteomielite
    • Outra patologia do joelho
  • Os achados do raio-x podem incluir:
    • Edema dos tecidos moles anteriores à inserção tibial do tendão rotuliano
    • Fragmentação ou irregularidade da tuberosidade tibial
Doença de osgood-schlatter

Doença de Osgood-Schlatter: radiografia de perfil do joelho mostrando fragmentação da tuberosidade tibial com edema dos tecidos moles sobrejacentes.

Imagem: “Review for the generalist: evaluation of anterior knee pain” por Houghton KM. Licença: CC BY 2.0

Tratamento

Tratamento

A maior parte dos casos são tratados com sucesso com repouso relativo e tratamento sintomático.

  • Tranquilização e educação dos adolescentes e dos pais:
    • Explicar que a doença é autolimitada.
    • Discutir o tratamento e os motivos para reavaliação médica.
  • Controlo da dor e do edema:
    • Anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) ou paracetamol durante um período de tempo limitado
    • Aplicação de gelo durante 15-20 minutos, até 2 vezes/dia
  • Modificação da atividade:
    • Evitar atividades que coloquem pressão sobre a epífise tibial.
    • Não está recomendado o repouso completo
    • Considerar joelheira ou banda de contenção do joelho.
  • Fisioterapia: exercícios de alongamento e fortalecimento do core, da anca e dos membros inferiores
  • Cirurgia:
    • Raramente se faz
    • Excisão do ossículo após o encerramento da placa de crescimento se a dor persistir

Complicações

A maioria dos pacientes fica assintomática após a paragem do crescimento. Algumas sequelas incomuns incluem:

  • Persistência da proeminência da tuberosidade tibial, tipicamente sem dor:
    • Sequela estética mais evidente
    • Alguns pacientes notam desconforto com o ajoelhar sobre uma proeminência.
  • Ossículos residuais em 10% dos pacientes; raramente causam dor persistente que requeira remoção.
  • Associação rara com joelho recurvatum (hiperextensão do joelho)

Referências

  1. Cassas, K. J., & Cassettari-Wayhs, A. (2006). Childhood and adolescent sports-related overuse injuries. American Family Physician, 73(6), 1014. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/16570735
  2. Ebraheim, N. A., Thomas, B. J., et al. (2019). Orthopedic surgery. In F. C. Brunicardiet al. (Ed.), Schwartz’s principles of surgery, 11th ed. McGraw-Hill Education.
  3. Lawrence, J. T. (2020). The knee. In R. M. Kliegman, et al. (Ed.), Nelson textbook of pediatrics, pp. 361–3623.e1.

USMLE™ is a joint program of the Federation of State Medical Boards (FSMB®) and National Board of Medical Examiners (NBME®). MCAT is a registered trademark of the Association of American Medical Colleges (AAMC). NCLEX®, NCLEX-RN®, and NCLEX-PN® are registered trademarks of the National Council of State Boards of Nursing, Inc (NCSBN®). None of the trademark holders are endorsed by nor affiliated with Lecturio.

Estuda onde quiseres

A Lecturio Medical complementa o teu estudo através de métodos de ensino baseados em evidência, vídeos de palestras, perguntas e muito mais – tudo combinado num só lugar e fácil de usar.

Aprende mais com a Lecturio:

Complementa o teu estudo da faculdade com o companheiro de estudo tudo-em-um da Lecturio, através de métodos de ensino baseados em evidência.

User Reviews

¡Hola!

Esta página está disponible en Español.

Details