Braço

O braço é a região do membro superior que se estende do ombro até a articulação do cotovelo e que se conecta inferiormente ao antebraço através da fossa cubital. Divide-se em 2 compartimentos fasciais (anterior e posterior) e abriga inúmeras estruturas, incluindo o úmero; as artérias braquial e braquial profunda; as veias basílica, cefálica e braquial; os nervos radial, mediano, cubital e musculocutâneo; e os músculos flexores e extensores do braço.

Última atualização: May 31, 2022

Responsibilidade editorial: Stanley Oiseth, Lindsay Jones, Evelin Maza

Ossos do Braço: Úmero

O úmero pode ser dividido em 3 partes: a extremidade proximal, a diáfise e a extremidade distal.

Extremidade proximal

  • Cabeça do úmero: articula-se com a glenóide
  • Colo anatómico
  • Colo cirúrgico:
    • Local frequente de fratura
    • Uma fratura aqui pode lesar o nervo axilar e/ou a artéria circunflexa posterior.
  • Tubérculo maior: local de fixação dos tendões do supraespinhoso, infraespinhoso e redondo minor
  • Tubérculo menor: local de fixação do tendão do subescapular
  • Sulco intertubercular: separa os tubérculos e contém o tendão da cabeça longa do bicípite braquial

Haste

  • Tuberosidade deltoide: local de inserção do músculo deltoide
  • Sulco radial ou espiral: O nervo radial percorre este sulco e pode ser lesado por pressão ou trauma, com consequente punho descaído.
  • Cristas supracondilares medial e lateral

Extremidade distal

  • Tróclea: face medial do úmero distal
  • Capítulo: lateral à tróclea e articula-se com a cabeça do rádio
  • Epicôndilo medial: o maior dos epicôndilos; o nervo cubital passa posteriormente ao epicôndilo medial no sulco cubital
  • Epicôndilo lateral: local comum de dor, com o “cotovelo de tenista”
  • Olecrânio, fossa coronóide e fossa radial: depressões que permitem o movimento do cotovelo durante a flexão e a extensão
Extremidade distal do úmero

Vista anterior da extremidade distal do úmero

Imagem por BioDigital, editada por Lecturio

Músculos do Compartimento Anterior do Braço

  • O compartimento anterior do braço também é chamado compartimento flexor, pois os músculos deste compartimento são responsáveis pela flexão do antebraço em direção ao braço.
  • Composto por 3 músculos: bicípite, braquial e coracobraquial
  • Todos os 3 músculos são inervados pelo nervo musculocutâneo e vascularizados pela artéria braquial.
  • Para relembrar os músculos do compartimento anterior do braço, lembre-se de “BBC”:
    1. Bicípite
    2. Braquial
    3. Coracobraquial
Corte transversal do braço

Corte transversal do braço, com os compartimentos anterior e posterior. De notar a fáscia braquial que envolve todos os músculos e forma os septos intermusculares lateral e medial.

Imagem por Lecturio. Licença: CC BY-NC-SA 4.0
Tabela: Compartimento anterior do braço: flexores
Músculo Origem Inserção Inervação Função
Bicípite braquial
  • Longa porção: tubérculo supraglenoideu
  • Porção curta: apófise coracoide
Tuberosidade radial e fáscia do antebraço através da aponevrose bicipital Nervo musculocutâneo (C6)
  • Supinação do antebraço e, uma vez em supinação, flexão da articulação do cotovelo
  • Flexão do ombro
Braquial Superfície lateral e medial da metade distal do úmero Apófise coronoide e tuberosidade do cúbito Nervo musculocutâneo (C6) Flexão da articulação do cotovelo
Coracobraquial Apófise coracoide Terço médio do úmero Nervo musculocutâneo (C6) Flexão/adução da articulação do ombro

Músculos do Compartimento Posterior do Braço

  • Também chamado compartimento extensor porque os músculos deste compartimento são responsáveis pela extensão do cotovelo
  • O compartimento posterior do braço compreende 2 músculos:
    • Tricípite braquial
    • Ancóneo
      • Considerada a “quarta cabeça” do ticípite por alguns autores
      • Considerado parte do compartimento posterior do antebraço por alguns autores
  • Ambos os músculos são inervados pelo nervo radial e vascularizados pela artéria braquial profunda.
Tabela: Compartimento posterior do braço: extensores
Músculo Origem Inserção Inervação Função
Tricípite braquial
  • Cabeça longa: tubérculo infraglenóide
  • Cabeça lateral: superior ao sulco radial
  • Cabeça medial: inferior ao sulco radial
Olecrânio Nervo radial (C7, C8)
  • Extensão da articulação do cotovelo
  • A cabeça longa também é responsável pela extensão e rotação externa da articulação do ombro
Ancóneo Insere-se na face posterior do epicôndilo lateral Superfície lateral do olecrânio Nervo radial (C7, C8) Auxiliar na extensão do cotovelo e estabilização da articulação

Vasos do Braço

Tabela: Localização topográfica dos vasos do braço
Sulco bicipital medial Sulco bicipital lateral
Localização Entre o músculo bicípite braquial e o tricípite braquial Entre o músculo bicípite braquial e o músculo braquial
Artérias Artéria braquial Artéria radial colateral
Veias
  • Veia basílica
  • Veias braquiais
  • Veia radial colateral
  • Veia cefálica
Nervos
  • Nervo cubital
  • Nervo mediano
  • Nervo cutâneo medial do antebraço
Nervo radial

Vascularização arterial do braço

A artéria braquial:

  • Começa no bordo inferior do músculo redondo maior como uma continuação da artéria axilar
  • Trajeto principal entre os músculos bicípite e braquial
  • Vasculariza o compartimento anterior
  • Tem 1 ramo principal, a artéria braquial profunda
    • Vasculariza o compartimento posterior
    • Percorre o sulco radial, com o nervo radial
Artérias do braço

Artérias do braço

Imagem por BioDigital, editada por Lecturio

Drenagem venosa do braço

  • Veia basílica:
    • Começa distalmente na mão
    • Percorre a região medial do braço
    • Combina-se com as veias braquiais para formar a veia axilar
  • Veia cefálica:
    • Começa distalmente na mão
    • Percorre proximalmente na face anterolateral do braço
    • Entra no ombro através do sulco deltopeitoral (o sulco entre os músculos deltoide e peitoral), onde drena para a veia axilar

Nervos do Braço

Nervo Origem Ramos Funções
Musculocutâneo Ramo terminal do fasículo lateral do plexo braquial (C5-C7)
  • Fornece ramos para:
    • Coracobraquial
    • Bicípite
    • Braquial
    • Úmero
    • Articulação do cotovelo
  • Termina como nervo cutâneo lateral do antebraço
  • Inervação motora do compartimento anterior do braço
  • Inervação sensitiva da pele da região lateral do antebraço
Mediano União das raízes medial e lateral do plexo braquial (C5-T1)
  • Ramos no antebraço:
    • Ramos musculares para o pronador redondo, palmar longo, flexor superficial dos dedos e flexor radial do carpo
    • Nervo interósseo anterior
    • Nervo cutâneo da palma
  • Termina como 2 nervos digitais palmares comuns entre os dedos indicador e médio, e os dedos anelar e médio
  • Inervação motora para os músculos flexores do antebraço (exceto flexor cubital do carpo e cabeça cubital do flexor profundo dos dedos) e músculos da eminência tenar e 2 lumbricais radiais
  • Inervação sensitiva das faces palmar e dorsal distal dos 3 12 dedos laterais, palma da mão adjacente, polegar, metade radial do 2º dedo e região central da palma da mão
Cubital Ramo terminal do fascículo medial do plexo braquial (C8, T1)
  • Ramos articulares para a articulação do cotovelo
  • Ramos musculares para o flexor cubital do carpo e parte cubital do flexor profundo dos dedos
  • Ramo sensitivo dorsal na mão
  • Ramos terminais profundos para os músculos intrínsecos da mão
  • Ramos cutâneos dorsais e palmares
  • Inervação motora para os flexores do antebraço e alguns músculos da mão (intrínseco)
  • Inervação sensitiva para a face anterior de 112 dedos cubitais, palma medial e 1 e meio dos dedos cubitais dorsalmente
Radial Cordão posterior do plexo braquial (C5-T1)
  • Divide-se no cotovelo em:
    • Ramo profundo, o nervo interósseo posterior, que inerva os músculos extensores do punho e polegares longos
    • Ramo superficial, que inerva a pele dorsal da mão
  • Fornece ramos sensitivos para a região posterior do braço
  • Inervação motora para os músculos posteriores do braço (ticípite, ancóneo, braquiorradial) e os músculos posteriores do antebraço
  • Inervação sensitiva:
    • Nervo cutâneo lateral inferior do braço
    • Nervo cutâneo posterior do braço
    • Nervo cutâneo posterior do antebraço
    • Ramo superficial do nervo radial

Relevância Clínica

As seguintes lesões estão relacionadas com o braço:

  • Fraturas do úmero proximal: o paciente clássico é uma mulher idosa com osteoporose que tem uma queda de baixo impacto sobre a mão estendida (“fall onto an outstretched hand” – FOOSH, pela sigla em inglês). Pode danificar o nervo radial, com diminuição da função dos músculos deltoide e redondo menor, e perda de sensibilidade na região lateral do ombro.
  • Fraturas da diáfise do úmero: podem resultar em lesão do nervo radial no sulco radial. O nervo radial inerva os músculos extensores e esta lesão pode resultar em punho descaído.
  • Fratura supracondiliana do úmero: tipicamente devido a uma FOOSH. Se o fragmento proximal se deslocar anterolateralmente, o nervo radial pode ser danificado; se for deslocado anteromedialmente, o nervo mediano e a artéria braquial podem danificar-se, possivelmente resultando na incapacidade de flexão do punho ou pronação do antebraço e/ou perda dos pulsos nas artérias radial e cubital.
  • Luxação anterior do ombro: a luxação mais comum no ombro, onde a cabeça do úmero se luxa anteriormente à articulação; pode danificar o nervo axilar e (raramente) a artéria axilar.
  • Rutura da cabeça longa do tendão do bicípite braquial: a rutura completa do tendão da cabeça longa do bicípite braquial resulta num “músculo Popeye” secundário à proeminência da porção média do bicípite.
  • Paralisia de sábado à noite: neuropatia compressiva do nervo radial, secundária à pressão prolongada no nervo; também pode resultar num pulso descaído.

Referências

Drake, R.L., Vogl, A.W., & Mitchell, A.W.M. (2014). Gray’s Anatomy for Students (3rd ed.). Philadelphia, PA:  Churchill Livingstone.

USMLE™ is a joint program of the Federation of State Medical Boards (FSMB®) and National Board of Medical Examiners (NBME®). MCAT is a registered trademark of the Association of American Medical Colleges (AAMC). NCLEX®, NCLEX-RN®, and NCLEX-PN® are registered trademarks of the National Council of State Boards of Nursing, Inc (NCSBN®). None of the trademark holders are endorsed by nor affiliated with Lecturio.

Aprende mais com a Lecturio:

Complementa o teu estudo da faculdade com o companheiro de estudo tudo-em-um da Lecturio, através de métodos de ensino baseados em evidência.

Estuda onde quiseres

A Lecturio Medical complementa o teu estudo através de métodos de ensino baseados em evidência, vídeos de palestras, perguntas e muito mais – tudo combinado num só lugar e fácil de usar.

User Reviews

¡Hola!

Esta página está disponible en Español.

Details