Perturbação Aguda de Stress

A perturbação aguda de stress descreve reações de stress agudo que surgem após a exposição de um indivíduo a um evento traumático. Os sintomas duram mais de 3 dias e menos do que 1 mês e incluem revivências do evento com flashbacks ou pesadelos, evitamento de “lembranças” do evento, irritabilidade, hiperatividade, diminuição da memória e problemas de concentração. O tratamento é baseado na terapia cognitivo-comportamental (TCC). Farmacoterapia é usada como coadjuvante no tratamento de sintomas de insónias ou ansiedade.

Última atualização: Jun 9, 2022

Responsibilidade editorial: Stanley Oiseth, Lindsay Jones, Evelin Maza

Descrição Geral

Definição

A perturbação aguda de stress descreve um conjunto de comportamentos que surgem em reação à exposição a eventos traumáticos, incluindo ameaças de morte, lesões graves ou violação sexual. Os sintomas duram mais de 3 dias, mas menos de 1 mês após o evento traumático.

Epidemiologia

Prevalência:

  • 5%–20%, dependendo:
    • Intervalo de tempo após evento traumático
    • Natureza do evento
  • Mais prevalentes quando se tratam de eventos traumáticos interpessoais (por exemplo, agressão, abuso sexual, tiroteio em massa)
  • Mulheres > homens

Fatores de risco:

  • A gravidade do trauma está correlacionada com o risco.
  • História psiquiátrica anterior
  • História de traumas passados

Patogénese

  • Modelo do medo condicionado: O medo experimentado durante o evento resulta num modelo de condicionamento, onde um lembrete do evento traumático pode resultar em stress agudo.
  • Modelo de processo cognitivo: uma avaliação extremamente negativa e não realista do evento traumático aumenta as respostas sintomáticas levando a stress agudo.

Diagnóstico

  • Vivencia direta ou como testemunha de episódio com ameaça de morte
  • Presença de > 9 dos seguintes sintomas que duram de 3 dias a 1 mês após a exposição:
    • Sintomas de intrusão:
      • Lembranças angustiantes, recorrentes e involuntárias do evento traumático.
      • Sonhos angustiantes recorrentes
      • Flashbacks
      • Resposta exagerada a estímulos que se assemelham ao evento
    • Humor negativo:
      • Incapacidade persistente de vivenciar emoções positivas ( felicidade, amor)
    • Sintomas dissociativos:
      • Despersonalização/desrealização (alteração da sensação do ambiente)
      • Amnésia dissociativa (não se lembra de detalhes do evento)
    • Sintomas de evitamento:
      • Esforços para evitar memórias do evento
      • Esforços para evitar lembranças externas (pessoas, lugares, conversa)
    • Sintomas de excitação:
      • Perturbação do sono
      • Comportamento irritável com surtos de raiva
      • Hipervigilância
      • Problemas de concentração
      • Resposta de sobressalto exagerada
  • A perturbação cursa com diminuição da qualidade de vida.
  • Perturbações de abuso de substâncias ou outras condições médicas devem ser excluídas.

Tratamento

Psicoterapia:

  • O tratamento de 1ª linha é a terapia cognitivo-comportamental (TCC) centrada no trauma.
  • A TCC centrada no trauma pode reduzir o risco de progressão para SSPT.

Farmacoterapia:

  • Não existe nenhum fármaco aprovado pela FDA para a perturbação aguda de stress
  • A utilização de benzodiazepinas a curto prazo (< 4 semanas) está recomendada no caso do doente apresentar grandes níveis de ansiedade ou agitação.
  • As perturbações do sono podem beneficiar de tratamento com um curso curto de hipnóticos (por exemplo, eszopiclona).

Diagnóstico Diferencial

  • SSPT: conjunto de comportamentos com duração superior a 1 mês, que surgem após exposição a eventos traumáticos, incluindo ameaça de morte, lesão grave ou violação sexual. Os sintomas incluem revivências do evento com flashbacks ou pesadelos, evitamento de “lembranças” do evento, irritabilidade, hiperatividade e diminuição da memória e da concentração. O que distingue o SSPT e a perturbação aguda de stress é a duração dos sintomas. O tratamento é semelhante à perturbação aguda de stress, ou seja, envolve psicoterapia e eventualmente antidepressivos e antipsicóticos.
  • Perturbação de ajustamento: resposta psicológica a um fator de stress identificável. Caracterizada por sintomas emocionais ou comportamentais que ocorrem < 3 meses após a exposição e duram < 6 meses. A perturbação de ajustamento diferencia-se da perturbação aguda de stress por ter um conjunto menos definido de sintomas e pela falta de sintomas reativos ao trauma (como, por exemplo, intrusões, humor negativo, sintomas dissociativos, sintomas de excitação). O tratamento envolve terapia cognitiva comportamental e adjuvantes farmacológicos (inibidores de recaptação de serotonina-norepinefrina (IRSS), inibidores seletivos de recaptação de serotonina (IRSS)).
  • Transtorno psicótico breve: presença de 1+ sintomas psicóticos com duração de 1+ dia e < 1 mês. A perturbação psicótica breve tem geralmente um início súbito e está muitas vezes relacionada com stress. A presença de sintomas psicóticos, como os delírios ou as alucinações, distingue esta condição da perturbação aguda de stress. Além disso, há um retorno completo ao funcionamento normal após o episódio de perturbação psicótica breve. O tratamento envolve antipsicóticos de segunda geração e psicoterapia.

Referências

  1. Sadock BJ, Sadock VA, Ruiz, P. (2014). Kaplan and Sadock’s synopsis of psychiatry: Behavioral sciences/clinical psychiatry (11th ed.). Chapter 11, Trauma and stressor-related disorders, pages 437-446. Philadelphia, PA: Lippincott Williams and Wilkins.
  2. Harvey AG, Bryant RA. (1998). The relationship between acute stress disorder and posttraumatic stress disorder: a prospective evaluation of motor vehicle accident survivors. J Consult Clin Psychol. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/9642889/
  3. Bryant, R. (2019). Acute stress disorder in adults: Epidemiology, pathogenesis, clinical manifestations, course, and diagnosis. UpToDate. Retrieved May 10, 2021, from https://www.uptodate.com/contents/acute-stress-disorder-in-adults-epidemiology-pathogenesis-clinical-manifestations-course-and-diagnosis

USMLE™ is a joint program of the Federation of State Medical Boards (FSMB®) and National Board of Medical Examiners (NBME®). MCAT is a registered trademark of the Association of American Medical Colleges (AAMC). NCLEX®, NCLEX-RN®, and NCLEX-PN® are registered trademarks of the National Council of State Boards of Nursing, Inc (NCSBN®). None of the trademark holders are endorsed by nor affiliated with Lecturio.

Aprende mais com a Lecturio:

Complementa o teu estudo da faculdade com o companheiro de estudo tudo-em-um da Lecturio, através de métodos de ensino baseados em evidência.

Estuda onde quiseres

A Lecturio Medical complementa o teu estudo através de métodos de ensino baseados em evidência, vídeos de palestras, perguntas e muito mais – tudo combinado num só lugar e fácil de usar.

User Reviews

¡Hola!

Esta página está disponible en Español.

Details